segunda-feira, dezembro 06, 2010

Pendulum



Hoje parei aqui sem nada esboçado no juízo.


Pendulum


Apenas refletindo que há momentos em que a solitude é realmente necessária em alguns trechos no caminho da vida.

Aqui estamos nós: eu, Deus e o som da Cabruêra [...que me PEGOU de jeito! :)] no WMP e no repeat.

Tenho descoberto o bom sabor de ser pra mim mesma a minha companhia, e não me entender em solidão, mas somente numa saudável solitude. Sim, pois o Amor me cerca na minha solitude, e noAmor não há solidão. Ambos se excluem mutuamente.

#tempobom

***
Uma outra coisa povoa meus pensamentos...: a minha leveza de ser.

Sim.

Eu a tenho buscado sequiosamente desde cedo. E, tenho conquistado essa preciosidade cada vez mais.

#fato

Contudo, uma vez que todos extremos são danosos, até a leveza de sertransforma-se noutra coisa [...eu disse transforma-se NOUTRA coisa.Ponto.] que não ela mesma, caso não se observe as sóbrias fronteiras necessárias em tudo nessa vida, em que tudo é pendular, e o grande desafio é manter o pêndulo oscilando o mínimo possível entre extremos, que sempre são danosos, e o mais próximo possível do centro do equilíbrio, passeando, somente, sutilmente, e desejando intensamente a parada nesse centro pacífico.


Eu, particularmente, adoro quando o Amor dá uma nota de gravidade à minha leveza de ser, quando minha leveza de ser quer pender pra outra coisa que não ela mesma, quando o pêndulo pende demais pra 'direita', pra o extremo em que deixa de ser leveza de ser e vira ser "pluma", ao sabor de qualquer vento.

O Amor me salva de ser como "pluma", ao sabor de todo e qualquer vento, e me faz tornar pra o entorno do caminho do meio.

Como isso está acontecendo agora?

Uma febre, há três dias já, me obrigou [...grrr !!!] a ficar em casa.

- "Hm?!"

Esse estado de saúde trouxe à minha lembrança o quanto frágil eu sou, dependente d'Aquele que É o Amor, o quanto breve é essa vida, o quantominha força é fraca, o quanto minha consciência de que sou fraca é importante pra me fazer fincar os pés na vida real, pra tirar do meu olhar pra vida falsificações do que é a real realidade.

Uma fragilidade, gerenciada por Aquele que é o Amor, é essencial pra saber-se quem se é de fato e de verdade.

Eu, sinceramente, adoro quando o Amor retira de mim percepções ilusórias acerca de mim mesma, e conduz o pêndulo da percepção de mim mesma pra próximo do seu momento mais vertical, pra o melhor senso de mim e de tudo.





***
Ha!
Se teus olhos forem bons... então...todo teu corpo será luminoso. - disse Jesus.

***
Nisto me aplico: em fazer meus olhos cada vez melhores no olhar pra vida.

***

Ps.: a colocação dos pronomes oblíquos [..e outras coisas mais!] é tão livre que é fruto da minha simples intenção.

;)

Ps.²: fica a dica da Cabruêra! Eu demoro a parar em algo, mas quando paro é porque é BOM, e paro mesmo.

;)

Carla Accioly (em 16/06/2010)
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.