quarta-feira, setembro 18, 2013

Um dia, Outro dia, Mais um dia...

um dia
outro dia
outro dia
mais um dia
outro dia
outro dia
outro dia
e mais um
um dia
outro dia
outro dia
mais outro dia
mais outro dia
outro dia
outro dia
outro dia
outro dia
um dia
um dia
um dia
um dia
um dia
um dia
um dia
um dia
um dia
um dia
um dia
um dia
um dia
um dia
um dia
um dia
um dia
um dia
um dia
um dia
...
Cansaram de ler, leitores?
Este foi o meu propósito.

Estava refletindo sobre o dia a dia debaixo deste sol.
Ao mesmo tempo, lembrei do que Isaías fala em seu Livro no capítulo 40, versos 27 até 31.

Parei, pensei.
Pensei na escolha sutil das palavras do profeta.

Ele fala sobre cansaço, sobre aqueles que desistiram ante as lutas, sobre os exaustos na existência.
O texto, no entanto, fala de Esperança em todo tempo. Esperança e segurança em Deus.
A parte final nos diz:
"Mas os que esperam no Eterno renovam suas forças.
Abrem asas e voam alto como águias,
Correm e não se cansam,
andam e não ficam exaustos."

Parei, pensei.
Por que será que o verbo que acompanha 'correr' é 'cansar', e o verbo que acompanha 'andar' é 'exaurir', 'ficar exausto'?
Parei, pensei.
Correr exige mais energia que andar, não?
Não! No sentido do caminho por esta existência, não.

O que mais exaure a alma humana nesta existência é este 'andar', penso.

O 'andar', o dia a dia, o passo a passo, o pouco a pouco, a dura semeadura, semente por semente. Isso, muitas vezes, deixa exaustos a alma, o coração e a mente.

Quando acontecem os tempos de 'correr', a paisagem muda rápido! Cansamos, mas não exaurimos. Vemos a energia que depositamos neste 'arranque' trazer mudanças.

No entanto, os tempos de paragens, nos quais apenas andamos pela estrada da vida, com um mesmo cenário existencial à volta, e semeamos aguardando de coração que a semente semeada vingue, enfim... esses tempos, sim, exaurem.

Mas, porém, todavia e contudo, não 'morremos' aí.

Leiamos mais um trecho deste Capítulo de Isaías:
"Vocês não percebem nada? Não prestam atenção?
O Eterno não vem e vai. Ele permanece.
Ele é o Criador de tudo que vocês conseguem ver ou imaginar.
Ele não entra em estafa, não faz intervalo para recuperar o fôlego.
Ele conhece tudo nos mínimos detalhes."

E, então:
"Ele fortalece os que estão cansados,
renova as forças dos que desistiram.
Pois até os jovens se cansam e desistem,
os jovens na flor da idade tropeçam e caem."

O texto prossegue. Vem o bendito 'Mas':
"Mas os que esperam no Eterno renovam suas forças.
Abrem as asas e voam alto como águias,
Correm e não se cansam,
andam e não ficam exaustos."

---
Que as forças de cada um de nós, caminhantes da existência, sejam renovadas por Aquele que é capaz e competente para nos renovar, refazer e nos fazer voar, enxergar tudo do alto e não do horizonte, muitas vezes, fechado e pequeno que a estrada do caminho da vida, ora, apresenta-nos.

Fé.

- Carla Accioly



Reações:

5 comentários:

  1. Muito bom, Carla!
    Muito bom.
    Muito bom.
    Muito bom.
    Obrigado por escrever isto.
    Muito bom.
    Muito bom.
    Muito bom.
    Muito bom mesmo! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. você
      você
      você
      você
      você
      você
      você
      é bacana
      demais.
      :)


      Beijo, Fabiano! :)
      Quem bom que fez sentido pra você o que escrevi.
      Fico feliz. Escrevi de coração.

      Excluir
  2. Só tenho uma coisa a comentar sobre este texto espetacular (Que me fez ter vontade de ler Isaias).
    WOOOOOOOOOOOOWWWWWWWW, incrível!

    Parabéns Carla, aliás á todas as meninas, vocês são incríveis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Léo! Olha você aqui! rs
      Que bacana! Amei a sua visita, viu moço?!!! :)
      Obrigada!

      Excluir
  3. Mana...já li e reli e medito neste texto desde ontem...como diz essa mesma palavra que nos alimenta e fortalece: 'do seu interior fluirão rios de água viva'. Água viva que sacia os caminhantes exauridos que passam por esta paragem denominada 'meninas do reino'...lindo demais! Roberta Lima

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.