terça-feira, março 20, 2012

Internet, Pecado e Traição

‘Olá, Val*.
Provável que você já tenha ouvido sobre mim.
Sou Simone*, esposa de Paulo*, o homem com quem você tem
conversado através de bate-papo e mensagens privadas.
Sou cristã e tenho dois filhos com ele e acabo de pegar
vocês no flagra.
Meu casamento acabou.
Tenho pensado em tirar minha vida, mas não farei isso.’
................................

Recebi esse recado, por engano, na minha caixa de mensagens
do Facebook e mil coisas se passaram pela minha cabeça. A maior delas foi o
alívio por não ter feito parte dessa história. E, a segunda maior, foi a
necessidade de escrever algo a respeito.

Conheço mais de cinco casamentos cristãos que foram
atingidos por traição virtual.

Infelizmente.

É óbvio que virtualmente tudo parece muito mais bonito e
interessante.



Eu, por exemplo, nas fotos que posto nas redes virtuais aparentam
ter, no mínimo, dez quilos a menos do que realmente tenho (e isso é segredo,
não passem adiante, por favor)!
Postamos o que há de melhor em nós e a pessoa que nos lê é
limitado por aquilo que escrevemos e ilude-se pensando que realmente está a
conversar com alguém fora do comum, com uma pessoa extraordinária que somente o
acaso (ou, quem sabe, ‘Deus’) tenha feito aquele encontro acontecer.

 Tudo ilusão!

Somos gente como toda gente é!

Preste atenção: Seu vizinho que chega às 4 da manhã, de uma
balada, e grita com a mãe se não tem o que ele quer na hora do almoço, provavelmente
se apresente como um homem educado e inteligente para as moças com quem
conversa no msn e, aquela menina que vive criando inimizades e fazendo barraco
na rua, pode ser a dona do nick ‘Gatinha de SP’ ou ‘Menina Abençoada’.

Ok, ok, sei que peguei pesado, mas é pra assustar mesmo
(rs)! Quanto mais distantes estivermos das ilusões e das mentiras, nosso
coração estará seguro.

Não estou falando que não existem relacionamentos verdadeiros
e virtuais.

Existem!
Tenho amigos que vieram de outra cidade para me ver quando
estava me recuperando de um acidente, mas se apaixonar virtualmente ou, pior
ainda, trair seu namorado (a), noivo (a) ou marido (esposa) é perigoso e tão
pecado quanto qualquer outra traição.

A traição virtual acontece no campo emocional, dos
sentimentos, e arranca a confiança, o carinho e admiração que devemos ter por
quem está ao nosso lado, perto de nós.

A destruição que o pecado provoca nem sempre é rápida e
barulhenta.

Ela acontece nas bordas, nas entrelinhas, e vai destruindo a
alma devagarzinho e, quando percebemos, há um arrombo na alma que só um milagre
pode curar e restaurar aquilo que foi destruído.

Meu conselho é que sigam o conselho do sábio Salomão que,
em Provérbios 4:23, diz:


‘Acima de tudo, guarde o seu coração, pois dele depende toda
a sua vida.'

Bem, não posso concluir esse texto sem falar no poder
redentor de Cristo.
Se você se envolveu com alguém por internet e seu
relacionamento foi afetado por essa situação, saiba que Deus é poderoso para
restaurar a sua vida. 
Busque a Deus e abandone o pecado. 
Deus tem lindos sonhos
(e não ilusões) para você!


Abraços,  Lu Poulain (Luciana Leitão)


*Nota: Os nomes foram alterados para manter a privacidade de
quem conversou comigo. Compartilhei esse acontecimento por não ter vínculo
algum com os participantes da história e desconhecer quem teve qualquer tipo de
envolvimento com ela. 
Reações:

8 comentários:

  1. Lindo e lúcido, Lu Poulain!

    Já vi e vivi coisas maravilhosas e terríveis em terras virtuais...

    Segundo uma estatística americana, 25% dos casamentos nas "terras do Tio Sam" tem sido destruídos por causa do facebook, sem contar as demais redes sociais.

    O contato é virtual. O laço de alma não. Estejamos atentos para discernir e guardar nossas mentes e corações.

    Bjs,

    ResponderExcluir
  2. Podemos enxergar claramente uma certa "insegurança" Lu, pessoas totalmente desequilibradas. Recentemente uma pessoa próxima a mim postou fotos sensuais ( não sei em que ela pensava quando fez isso) agora imagina só: o povo comentando e apontando! ela ainda sentiu-se agredida, teve um PROBLEMÃO com o marido e o resto dá pra imaginar. Outro grande equivoco é muitos acharem que somos "melhores amigos" por uma simples afinidade, admiração etc. Sou muito brincalhona, falo demais e já fui alvo de violências verbais (tive medo)rsrsrs e fui traída. As pessoas estão sempre indo no limite, entendem tudo errado e nos colocam rótulos e até mesmo nos definem é bem aqui que vejo a importância de começarmos a fazer a nossa parte ou tentarmos né? rsrsrs . Esse assunto vai longe!
    Muito bom... vou enviá-lo para uns seres "aparentemente" irracionais. =]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isa, o que mais tenho visto é essa exposição desenfreada do corpo e da alma pelas redes virtuais. Isso me da medo!

      Aconteceu comigo de pessoas que nunca tiveram contato pessoal se acharem no direito de interferir na minha vida.

      Me senti péssima com a invasão!

      Excluir
  3. É meninas... infelizmente a internet tem essa "magia" de ocultar detalhes básicos e necessários. O que a torna um instrumento perigoso nas mãos de incautos... oremos para que menos pessoas sejam "pegas" e tenham suas vidas e famílias destruídas, e que mais pessoas sejam alertadas de que esse espaço não se chama virtual por acaso. ESSE É UM ESPAÇO VIRTUAL CRUELMENTE REAL e pode matar relacionamentos, famílias, comunhão com Deus, enfim tudo que já sabemos e conhecemos tão bem!
    Beijos na alma e parabéns pela profundidade e sutileza que tratou o assunto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Noh, tenho ouvido tantas histórias a respeito!

      Pior ainda é quando usam o fato de serem 'cristãos' para dizer que não há maldade alguma em trocar DMs cheios de segundas intenções.

      Excluir
  4. Parece que as pessoas perdem um pouco a noção das coisas, do certo/errado. Que Deus nos livre do mal....

    ResponderExcluir
  5. Sim...
    a virtualidade faz com que as pessoas acreditem que tudo é permitido.
    Que Deus nos ajude a não vender nos principios e valores cristãos...


    (Lu Poulain)

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.