quarta-feira, outubro 31, 2012

Dia D Drummond




 

(...) Pois de tudo fica um pouco.
Fica um pouco de teu queixo
no queixo de tua filha.
De teu áspero silêncio
um pouco ficou, um pouco
nos muros zangados,
nas folhas, mudas, que sobem.
Ficou um pouco de tudo
no pires de porcelana,
dragão partido, flor branca,
ficou um pouco
de ruga na vossa testa,
retrato.
(...) E de tudo fica um pouco.
Oh abre os vidros de loção
e abafa
o insuportável mau cheiro da memória.
(Resíduo)
 
------------------------------------------------------------------
Ficha do autor:
Nome:
Carlos Drummond de Andrade
Nascimento:
31/10/1902
Natural:
Itabira - MG
Morte:
17/08/1987
--------------------------------------------------------------------

Para saber mais sobre o diaD: http://diadrummond.ims.uol.com.br/
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.