sábado, outubro 27, 2012

Mesmo que minhas orações não sejam respondidas...





Ontem aquela notícia de que havia um risco. A ameaça de que aquela vida que no útero crescia e tomava forma poderia não conseguir e que todo cuidado seria pouco. Um sonho há muito tempo desejado, estava agora estremecido. Prontamente minha alma já foi em busca de Ti a fim de que tu fosses ao socorro daquela tua filha. Lembrei-me tocou o telefone todos explodimos em emoção com a boa notícia, os desejos mais sinceros de que tudo fosse perfeito, saudável e feliz. Dádiva divina. Depois o brilho nos olhos e a alegria daquele sorriso de mãe que já se podia ver nela. Uma realidade que naturalmente não parecia possível. Mas o que é o impossível para tu, ó Deus? 

Hoje, bem cedo, aquele anseio no coração por te dizer as palavras da nossa necessidade, reveladas em oração: “Cuida, meu Deus, se tens permitido a vida, é de tua vontade, cuida por favor, dê saúde para a mãe e esse bebê que agora corre risco”. E aquele receio de terminar a frase com “contudo, seja feita a tua vontade aqui na terra, como ela é feita nos céus”. Receio de uma humanidade gritando, desejando que as pessoas sejam felizes e que um filho há tanto desejado seja concebido e que venha à vida como presente teu para essa família.

E nesta noite a notícia triste, não foi dessa vez. Ó meu Deus, como é difícil lidar com uma oração não respondida.

Que o tempo de tristeza não esmague a esperança de vida, a possibilidade da realização da dádiva da maternidade. Que o ventre hoje frágil se torne forte, capaz e produtivo. Que teu consolo seja presente e acolhedor. Seja feita a tua vontade ó Deus, porque só tu podes dar ou tirar a vida e o tempo pertence a ti, afinal, estás no controle de todas as coisas.

Respondidas ou não as minhas orações, confesso que continuo maravilhada, pois teu amor é assombroso. Lembra-me, Senhor, do teu conselho:

“Ponha o seu rosto no pó; talvez ainda haja esperança. Porque o Senhor não o desprezará para sempre. Embora ele traga tristeza, mostrará compaixão, tão grande é o seu amor infalível.”

Lamentações 3:29, 31-32.


------
Prossigo com Esperança, Amor e Fé.
#2 Andréa Cerqueira
(@acspira)
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.