quinta-feira, abril 10, 2014

Um tempo para o meu silêncio















Houve um tempo para o meu silêncio.
Um tempo de dor.
Dor de luto.
Luto da perda.
Perda com gosto amargo da despedida.
Despedida do meu avô amado.

Houve um tempo para o meu silêncio.
Um tempo de correria.
Correria com muitas tarefas.
Tarefas para mudar.
Mudar para voltar.
Voltar a morar onde nasci.

Houve um tempo para o meu silêncio.
Um tempo de adaptação.
Adaptação em busca de rotina.
Rotina de cidade grande.
Grande tal qual o desafio.
Desafio de crescer como pessoa.

Houve um tempo para o meu silêncio.
Um tempo de dor.
Dor de um novo luto.
Luto de mais uma perda.
Perda com gosto amargo da súbita despedida.
Despedida da minha amada avó.

Houve um tempo para o meu silêncio.
Um tempo em que as palavras fugiram-me.
Um tempo reservado para calar.
Um tempo próprio para reflexão.
Um tempo de aprendizado.
Um tempo no qual Deus pôde restaurar o meu coração.


"Nessa vida tudo tem sua hora; há um tempo certo para tudo!"
(Eclesiastes 3 - A Mensagem)


...................................
#2 Andréa Cerqueira
(@acspira)

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.