sexta-feira, junho 06, 2014

Uma poesia para Deus




Deus,
Peço-te:
Interpreta-me.

Não leia apenas as minhas palavras;
Elas são poucas,
Frágeis,
Quebradiças.

Cá, dentro, tem um mundo:
(Quase sempre)
Inabitado.
(Quase sempre)
Incompreensível.


Sei que habitas no secreto,
Nos dias em que não há;
Nos cantos intocáveis,
Nos acontecimentos invisíveis.

Por favor, peço-te:
Cubra-me!

Cubra me,
Com o teu silencioso cuidado.
E eu me abrigarei na confiança,
De que sempre estarás comigo.



Luciana Leitão
Reações:

3 comentários:

  1. Ah não tenho muito o que dizer pois sou fã da Lu, e essa poesia/oração é linda.

    ResponderExcluir
  2. Luciana,
    Tão lindo esse poema que não resisti, preciso compartilhar. Que o Senhor continue a te inspirar.

    ResponderExcluir
  3. Muito Lindo esse poema Lu. Sou obrigada a compartilhar. Que o Senhor continue te inspirando.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.