quarta-feira, novembro 10, 2010

A vontade de Deus - parte 2




Não conheço ninguém que conheça o Criador e que o ame que não queira descobrir qual é a vontade de Deus para sua vida. O problema é que muitas vezes: descobre-se a vontade de Deus, mas esta não é bem o que a pessoa queria; ou simplesmente não se descobre qual é a vontade divina para uma situação específica. Ficamos atordoados ou inquietos quando a vontade de Deus é contrária à nossa. E, acredite, ela geralmente é.
O que fazer quando a vontade de Deus não é bem o que eu gostaria que fosse?

Se a situação em que você se encontra ao fazer essa pergunta tem a ver com princípios da Palavra, desista. Simplesmente abra mão de sua vontade e volte-se para o que ele te orienta a fazer. Inúmeras vezes na caminhada de fé em Cristo iremos nos deparar com situações em que os nossos sentimentos nos levarão a querer escolher, agir ou reagir de forma contrária à sabedoria da Palavra de Deus. Acontece que os caminhos propostos por nós mesmos geralmente nos levam ao fracasso.
“A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho”
Salmo 119:105



“O temor do Senhor é o princípio do conhecimento, mas os insensatos desprezam
a sabedoria e a disciplina”

Provérbios 1:7


Provavelmente você já conhece a história bíblica sobre o profeta Jonas. Talvez saiba que Deus tinha um plano específico para ele e que a tarefa não era fácil: Ir até Nínive, pregar para um povo estrangeiro e não judeu. O profeta não queria isso, ele sabia que se pregasse o povo se arrependeria e Deus não traria julgamento sobre suas maldades. Jonas tentou fugir da vontade de Deus para sua vida, mas já sabemos como as coisas terminaram: o profeta sofreu muito até que se rendeu e cumpriu o propósito para o qual foi chamado.
Agora, esteja atenta ao que for específico como “devo namorar esse rapaz?”, “devo aceitar esse emprego?”, e outras coisas como essas. Você dificilmente encontrará um simples “sim” ou um claro “não” nas Escrituras (é, eu sei, seria tão bom que encontrássemos algo assim lá!). Nesses casos eu acredito que a vontade de Deus irá agir diretamente na nossa consciência e essa, por sua vez, deve avaliar com sinceridade e profundidade, considerando tudo ao nosso redor: o rapaz que está interessado em você ama a Deus? Que características espirituais e emocionais eles possui? Como é o relacionamento deles com os pais? Que planos ele tem para o futuro? Há afinidade entre vocês? Tudo isso são coisas que podem servir de direção para você encontrar uma resposta, por exemplo. O segredo continua sendo o relacionamento com Deus e o conhecimento da Palavra.

O que fazer quando já fiz de tudo para compreender a vontade de Deus
e não obtive uma resposta específica?


Vejo essa situação acontecer com mais frequência do que realmente gostaria, na minha vida quanto na vida de meus amigos e amigas. Há um momento da caminhada na fé cristã em que você já não “briga” tanto com a vontade de Deus, ao contrário, tudo o que deseja é saber o que ele quer para você. Anseia por fazer a vontade dele porque já está plenamente convencido de que os planos dele são muito melhores que qualquer um que você possa fazer, mesmo dando o seu melhor.
Quando você buscar saber a vontade de Deus e como resposta só perceber o silêncio, saiba:

Talvez o silêncio seja a resposta. Isso pode significar muitas coisas, dentre elas, que a sua própria caminhada lhe revelará a vontade do Pai. C.S. Lewis disse algo que acho muito interessante: "[Eu] Pensava que nós seguíamos caminhos já feitos, mas parece que não os há. O nosso ir faz o caminho"

Onde quer que você se encontre na jornada de fé, ore para ter sabedoria (Tiago 1:5), peça a ajuda do Espírito Santo para lhe revelar seu coração – porque, uma vez maduros, podemos o que vem de Deus e este coloca em nossos corações e esteja atenta aos detalhes corriqueiros: os dons e talentos que Deus confiou a você, as habilidades e preferências que você possui, pois tudo isso conta. Estudei Comunicação Social depois de ter pensado numa série de cursos: psicologia, turismo e artes plásticas. Minha opção pela comunicação foi baseada na minha paixão pela área, pois já realizava em série de trabalhos e amava o que fazia.
É importante saber que Deus não privilegia algumas pessoas e outras não. Quando ele realiza algo em nossas vidas, com certeza tem planos coletivos, maiores do que possamos imaginar. Não há uma “fórmula mágica” para se descobrir a vontade específica de Deus, mas há um caminho seguro, o do relacionamento com ele.



Buscando-O cada vez mais,

Andréa Cerqueira
Reações:

3 comentários:

  1. Déinha,

    Post lindo e edificante...me abençoou nessa manhã. Eis um desafio a ser aprendido e apreendido: a vontade de DEUS. Muitas vezes em nosso emaranhado de sentimentos e questionamentos não conseguimos perceber muitas coisas, mas Ele está sempre a falar, direcionar, guiar (ainda que lenta ou silenciosamente).
    Creio que a obediência também é um fator que nos leva a compreender a vontade do Pai, que por vezes é progressiva...ou parecida com uma canção - cada passo uma nota.
    Tem aquela música que compara a nossa vida a uma obra de TAPECEIRO (Steniu Marcius canta lindamente), eu gosto de pensar que nossa vida de caminhada e obediência gera uma bela composição, acho que nossa vida canta à ELE.

    Enfim...já escrevi demais, mas não esquece

    SSF mana

    PS! Viva o skype :)

    ResponderExcluir
  2. A graça e paz do SENHOR JESUS, amiga Si Caetano ...

    Como é bom achar na net mais um blog edificante que publica a palavara de DEUS! Parabéns pelo blog e estou seguindo. Se quiser seguir o meu, fique à vontade. Afinal de contas temos o mesmo propósito, a palavra de DEUS.

    Que o SENHOR continue lhe abençoando, querida do SENHOR.

    www.oguardadeisrael.blogspot.com

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.