quinta-feira, dezembro 16, 2010

DEUS







Quando pequena , ouvia falar de você. Que você era bonzinho e que gosta de todas as crianças, mas às vezes eu me perguntava se você existia, porque eu não via você, e ficava com raiva quando me falavam que você estava presente, se nunca aparecia. 


Mas o tempo passa, e crianças têm muitos afazeres, quer crescer, quer ser adulto e lá se vai. O tempo passa, mas sempre soa na mente a pergunta: ELE EXISTE? 


A resposta não vem, e a gente segue em frente, tem tanto o que fazer e já é adulto, e quando a gente já viveu o que devia viver, a gente para.  E a pergunta volta, a gente viveu, ou deixou de viver, está realizado ou falta alguma coisa. E é lógico que vem a resposta, falta alguma coisa, que logo se percebe que é VOCÊ.
Porque mesmo não sendo criança, sendo adulto estamos sempre à procura de segurança, nos apegamos em tantas coisas, mas logo percebemos que é segurança falsa, então procuramos a segurança verdadeira, procuramos esclarecimentos e resposta.




E a resposta é VOCÊ. Se VOCÊ esteve presente na infância, esteve presente na adolescência e está presente no adulto, VOCÊ não é passado, VOCÊ EXISTE e eu QUERO EXISTIR COM VOCÊ.
Maria Geralda. [Texto publicado no Livro da família, 1990]

Reações:

Um comentário:

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.