terça-feira, janeiro 25, 2011

Eu vejo você



Vi o filme AVATAR diversas vezes e em cada uma delas experimentei emoções diferentes em momentos distintos.

Um deles é a demonstração de que podemos e devemos viver em perfeita e total sinergia com a natureza, todas aquelas imagens fantásticas quase conseguem me transportar para o Gênesis, quando o CRIADOR olha para o resultado de sua obra e vê que tudo era muito bom. Prestou atenção?! ELE viu que era MUITO BOM.

Ainda que muitos insistam em dizer que James Cameron quer difundir os conceitos da NOVA ERA, prefiro olhar o filme como uma rica fonte de simbologias bíblicas.

Carregado de extrema beleza gráfica as imagens de AVATAR impactam, bom; pelo menos é o que ocorre comigo.

Não quero falar do eterno conflito entre o bem e o mal, nem o poder destruidor da ganância do homem, também não farei nenhum apelo ecológico e muito menos falarei de cinema - sou cinéfila, mas não arrisco críticas de cinema!

EU VEJO VOCÊ. Faça um exercício de ler essa frase e navegar nas profundezas de seu significado e na grandeza da significância que ela carrega consigo.

Para os nativos da imaginária Pandora dizer EU VEJO VOCÊ é o mesmo que dizer EU VEJO DENTRO DE VOCÊ. É dizer que você percebe e reconhece a essência daquele que está diante dos seus olhos.

Agora te explico o porquê me comove assistir o filme.

Vejo Jesus cansado, sozinho - já que os discípulos até mesmo os mais fiéis se foram - castigado pelos acoites, diante de uma multidão de curiosos

Bem ali no cantinho mais escuro, esgueirando pelas colunas Pedro - acuado, temeroso e resignado - precisava saber onde tudo iria acabar. Será que o amado Mestre conseguiria se safar?!

- Olha! Esse aí tava com ele! - aponta uma mulher. Eu?! Diz Pedro - Não o conheço! Pouco depois um homem - Você é da turma dele sim! - Tá me estranhando cara! Não sou não! Uma hora mais tarde - Tá na cara que esse aí é da mesma turma, até é da mesma cidade dele! - diz o outro com maior convicção. Pedro responde vermelho de raiva - Tá louco cara! Não sei do que você está falando.

Estranhamente ele ouve um canto em meio ao seu rompante, que significaria aquilo?!

Um galo canta. O Mestre se vira e olha. Pedro se recorda. Ele disse que seria assim. Três vezes. Não uma, nem duas, três vezes e Pedro nega conhecer aquele a quem fizera pacto de seguir até a prisão e até a morte. Ele sai e chora amargamente. Por que chora?!

Chora porque foi visto e esse olhar não denunciou sua traição, sua ineficiência em cumprir pactos, a fragilidade de seu amor, ele chora porque o olhar do MESTRE querido buscou sua alma, mediu seu sentimento. E o olhar não pronunciou sentença e nem resultou em punição. Ele foi descoberto da sua capa religiosidade e foi coberto pela verdade curadora do amor.

Um amor que descortina mente e sentimentos, um amor tão FORTE que constrange - daí vem o choro - ELE reconhece seu amor

A religião verdadeira e pura (Tiago 1:27) que deve ser praticada é essa de reconhecer a necessidade do outro e colocar-se no lugar do outro, é ESTAR DENTRO do outro. Esvaziar-se de seus conceitos e idéias e assumir  humildemente a forma do outro. (Filipenses 2.7)


EU VEJO VOCÊ é o mesmo que dizer toda VIDA que há em mim reconhece toda a VIDA que há em você e essa VIDA dispensa o PERDÃO, o CONFORTO, a CURA e a DIREÇÃO que você precisa.

Nô Oliveira  
Reações:

5 comentários:

  1. Noemia Oliveira,

    Que texto lindo, que análise formidável a sua, mh querida. Foi emocionante relembrar esse filme e especialmente essa frase sob essa ótica do olhar de Jesus em relação a Pedro...
    Como é lindo o amor do nosso Deus!

    "A religião verdadeira e pura (Tiago 1:27) que deve ser praticada é essa de reconhecer a necessidade do outro e colocar-se no lugar do outro, é ESTAR DENTRO do outro. Esvaziar-se de seus conceitos e idéias e assumir humildemente a forma do outro. (Filipenses 2.7"
    Que lindo, que emocionante, que edificante!

    Grata!

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Que lindo Nô que texto maravilhoso, eu também gostei e gosto muito de Avatar, pois é muito conectado com a realidade institucional e com a Vida que está para além dela, quando ví o vejo você sentí o reconhecimento de ver no outro a igualdade e uma parte integrante de sí e do todo. Que essa graça maravilhosa que há em você, continue a nos afetar sempre. Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Amei o post, difícil mesmo práticar a verdadeira religião ..é reconhecer a necessidade do outro ,se colocar no lugar do outro e estar dento do outro .Vivemos em um mundo onde as pessoas são egocentricas pensam e agem somente em si e para si ..
    Podemos resumir com uma simples palavra ..Somente por amor,valeu a paz

    ResponderExcluir
  4. "Um amor que descortina mente e sentimentos, um amor tão FORTE que constrange"

    Amiga, isso tocou meu coração. E isso não é muito fácil...

    Esse post tem alma...

    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Amados amigos, posso chamá-los assim, se há reconhecimento de pensamentos certamente haverá o reconhecimento de sentimentos também. Fico lisonjeada e enriquecida com os comentários. Delinha muito obrigada, Paulo que possamos sempre nos afetar com o melhor do Alto; Professora Ismaelita não há como viver sem amar não é?! Paulinha que bom que consegui tocar seu coração, honra sem medidas.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.