domingo, abril 10, 2011

Pedido de criança - uma prece respondida...


João Guilherme (meu sobrinho) assiste o nascimento da Ana Lyssa (sua irmãzinha)...
O João é uma criança que amamos facilmente.
Ele é doce, risonho, sapeca, inteligentíssimo, cheio de por quês(?), compassivo, brincalhão... 
Ok! Sou babona...rsrs... Mas tudo que acabei de escrever é a mais pura verdade.
A sinceridade do João ou Gui, como o chamamos é maravilhosa. Se ele gosta; ele gosta. Se ele não gosta; não o force...
O Gui quando me apresentou aos seus amiguinhos no seu aniversário, disse com a boca cheia: "Essa é a minha tia doidona!" (Caio na risada...) 
Somos uma dupla e tanto. Brincamos de pega-pega na cozinha (a cena é hilária), batemos altos papos na minha cama (o seu lugar predileto de fazer bagunça), brincamos com seus jogos e brinquedos e damos mais risadas do que propriamente jogamos...rsrs
Mas o Gui guardava um desejo no seu coraçãozinho que era compartilhado com minha irmã (Paty): Desejava ter uma irmãzinha!
A Paty não engravidava e o Gui a questionava o por que da demora...
Um dia, o Gui ligou pra o trabalho da Paty e perguntou: "Mamãe, quando é que a senhora vai me dar uma irmãzinha?" - a Paty respondeu: "Você pediu ao Papai do Céu?".
Gui desligou o telefone e foi para o quarto de seus pais. Subiu emcima da cama e de joelhos orou:
"Papai do Céu...
Eu quero tanto uma irmãzinha
Vou protegê-la e cuidar bem dela
Por favor, Papai do Céu, faz a minha irmãzinha vir logo.
Amém!"
Engraçado que o Gui queria uma IRMÃNZINHA. Queria proteger e cuidar de sua irmãzinha que nem existia ainda.
A Paty engravidou e o Gui ficou emocionado. Beijava a barriga da Paty o tempo todo e conversava com a irmãzinha que ninguém sabia o "sexo" ainda...
Incrível! Depois de alguns meses, a notícia chega: "É uma MENINA!"
Foi pura festa! O nome foi escolhido sem dificuldades: Ana Lyssa.
Mas o dia que nos tocou profundamente foi o dia que a Aninha nasceu: 24/03/11.
Assistimos o parto do lado de fora através de uma janela fosca e o Gui estava lá. De olho em tudo. Perguntando tudo!
Quando a Aninha se aproximou da janela no colo de uma enfermeira, os olhinhos do Gui brilharam.
O modo como ele olhava a Aninha era de tirar o folêgo. 
Gui e Aninha
 A resposta de sua oração estava ali. Respondida. Bem na sua frente.
O Gui ajuda em tudo a Paty e é companheiro fiel da Aninha. Só não quer mexer no cocô (kkkkkkkk...). Ele tem nojo! Mas de resto, vive beijando a irmãzinha.
Quando lembro disso tudo peço a Deus que me ensine a ter esse coração de criança: puro, sincero, verdadeiro pra que minhas orações cheguem diante do trono como um perfume suave e agrade o coração de Deus. Sei que nem todas as minhas orações serão respondidas da forma que desejo mas se eu aprender a orar como o Gui...
Ah! Faço das palavras de Davi (o salmista) as minhas: 
"Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova em mim um espírito reto!"
A Aninha nasceu com os pulmões fortes. Chora que é uma beleza...rsrs... 
Tem um furinho no queixo que é puro charme e é o presente que Deus não deu somente ao Gui e aos seus pais (minha irmã e cunhado), mas também deu à nós: família.
Quanto ao Gui... Continua sendo meu professor! =)

Deus nos abençoe e transforme nosso coração adulto em um coração de criança. Enquanto isso, solto a criança que há em mim quando o Gui vem nos visitar. Isso é segredo! rsrs

@TininhaX Blog Um passo de cada vez
Reações:

Um comentário:

  1. Oi! Acabei de ler e me emocionei às lágrimas,que Deus abençoe cada vez mais Gui e também a pequena Ana e que ele continue a confiar em Deus por todos os dias da sua vida!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.