quarta-feira, junho 08, 2011

Sem alardes...

Não precisa fazer barulho...
Chegue de mansinho
Sejam seus passos a música 
Seja sua respiração a sinfonia

Não precisa chamar minha atenção...
Chegue nas pontas dos pés
Seja seu perfume o ar que faz-me viajar
Seja sua voz o alento do meu coração

Não precisa chegar fazendo alardes...
Pode chegar com naturalidade
Seja suas mãos o abrigo das minhas
Seja seu olhar o repouso do meu

Não, não é necessário chamar minha atenção...
Aproxime-se com naturalidade
Seja, simplesmente, quem é
Sem barulho, sem alardes...
Só você!

Tininha 



Ana Cristina Xavier ou Simplemente Tininha exala sua poesia no blog Um passo de cada vez
Reações:

Um comentário:

  1. Lindo lindo! *-*
    Agora entendo o pq só notei que ele havia chegado qnd já estava dentro do meu coração!
    Ele veio de mansinho, sem alardes! *-*

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.