domingo, julho 17, 2011

Quadrilha!

Olá meninas e meninos tão queridos!



Olha, o post de hoje é uma HOMENAGEM, ok?!

Homenagem para todos os que sofrem com paixões e amores... sem fim, platônicos, nostálgicos, ciumentos, inconstantes, tempestuosos, não correspondidos, adolecentes, juvenis, enfim, de todo tipo que faça sonhar, suspirar, rir, viajar, pagar mico, babar, sonhar acordado, ver tudo cor-de-rosa, chorar, sofrer, ficar deprê, comer incontáveis caixas de bombons, gastar horas fuçando o orkut, facebook, blog e twitter - e todas as outras redes sociais - da pessoa amada em busca de qualquer vestígio e esperança...

Qualquer pessoa, de toda idade, em qualquer tempo, que se identifique com essa vida maluca e tantas vezes, desconexa!

Hoje, sinta-se compreendida!

=]





E no original...

Quadrilha

João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
que não amava ninguém.
João foi para o Estados Unidos, Teresa para o
convento,
Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia,
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto
Fernandes
que não tinha entrado na história.

(Carlos Drummond de Andrade)
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.