terça-feira, setembro 27, 2011

O Destino de Aninha


Por Leandro Santos



Aninha se descobrira definitivamente mulher, e isso se devia em grande parte a Tiago. Ela estava descobrindo que seu corpo poderia lhe porporcionar prazeres até então desconhecidos e que ela era atraente e poderia também ser sensual. Começou a mudar cada vez mais seu guarda-roupas e foi trocando as roupas fechadas e comportadas por mini-saias e coisas do tipo.

Tiago tinha colocado em sua cabeça que iria conseguir possuir essa menina por completo e a cada dia que ela se tornava mais "mulher", a vontade dele aumentava. Foi então que ele decidiu começar a pressioná-la mais. Tiago dizia que a amava perdidamente e que Aninha era a mulher de sua vida, com quem iria casar e viver até o fim de seus dias, e falava pra ela que não precisavam aguardar o casamento pra ter certas liberdades, já que eles seriam somente um do outro mesmo. Ele ainda dizia que também era virgem e que nunca tinha sentido por ninguém o desejo que estava sentindo por Aninha. Pura sedução! Tiago já tinha usado essa mesma "tática" com algumas outras meninas, e tinha funcionado.

Até que eles completaram seis meses daquela relação tão particular, tão escondida. E Tiago preparou uma surpresa para sua "amada"... Comprou flores, bombons, champanhe e conseguiu com um amigo a chave de sua casa, pra onde levaria Aninha, tudo planejado nos detalhes...

Então Aninha acorda com seu telefone tocando. Mensagem de Tiago dizendo que a amava e o quanto ele estava feliz por estar com ela. E foi assim por toda a manhã, até que ele ligou e pediu pra que Ana desse alguma desculpa pros seus pais pra que eles pudessem passar um tempo juntos. E foi o que ela fez; mas uma vez foi fazer um trabalho na casa de uma amiga.

Foi então que a tarde, depois da aula, eles se encontraram e Tiago chegou bem vestido, de carro e com um buquê de flores na mão. Entregou a Aninha e pediu pra que ela entrasse no carro que ele tinha uma surpresa. E ela entrou. Dentro do carro ele entregou a caixa de bombons e foram para o local da surpresa.

Ao chegar na casa, ele a conduziu até lá dentro, onde estava uma garrafa de champanhe e brindaram aos 6 meses de namoro. Mas ainda tinha muito por vir. Tiago pediu a Aninha uma prova de confiança e amor, ela tão ingênua não sabia bem o que ele queria dizer com isso, ao que Tiago começou a beijá-la e, com ajuda do efeito do champanhe, Aninha nem seu deu conta do que estava acontecendo. E quando viu, já estava entregue ao namorado.

Pra qualquer menina isso seria absolutamente normal, mas não pra Aninha, aquela menina antes pura e ingênua, que no dia seguinte sentiu um remorso muito grande. Lembrou da igreja e de todos os ensinamentos que havia aprendido lá, lembrou de Deus e então se ajoelhou e pediu perdão. A ficha caiu e ela queria voltar a ser aquela menina de antes, aquela que seus pais esperavam que fosse. Aquela que havia se perdido, mas queria se encontrar.

Desde então, Aninha terminou seu namoro com Tiago depois de inúmeras tentativas de levá-lo pra igreja e resolveu ser uma menina melhor. Mas as seqüelas sempre estarão lá.
Visite o blog do autor: Entre a Cruz e as Letras
Meninas do Reino
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.