segunda-feira, outubro 17, 2011

Amizade: a Rocha e um Reino


Quem diria que numa "vilinha" tão simples existiria algo tão sublime e divino?!





Mas foi assim mesmo...

Uma menininha chamada Roberta vivia sozinha em sua ilha. Todos os dias ela corria para uma espécie de caverna da qual escorria uma água cristalina, e lá sentia o frescor da brisa suave, tambem sentia nos seus pezinhos a água gelada que corria do alto de uma nascente que até então ela não sabia onde ficava.


Um dia ela olhando firmamente para a Pedra, uma Rocha, resolveu escrever uma poesia, na verdade era só uma curiosidade para ver se alguém também frenquentava aquele local, pois tinha para ela ser a única pessoa a adentrar aquele lugar...
Escreveu algo que um dia ouviu de sua vozinha, resolveu escrever a primeira estrofe... pensou:  "vai que alguém entra aqui também e conheça e continue, então escreveu: 



Pode* ser que um dia deixemos de nos falar... 
Mas, enquanto houver amizade, Faremos as pazes de novo. 
Roberta  

Saiu toda serelepe para correr na praia e ainda catar estrelas do mar,  ostras e siris  e lançá-los novamente ao mar, todos os dias ela fazia isso! Pois ela achava que salvando apenas uma vida seria fantástico, salvando muitos seria espetacular, pois todos os seres vivos nasceram pra VIVER, para ela isso era tão óbvio. 

Na mesma caverna entrou uma outra menina, branca como as areias da praia, sua pele era sensível, e ela fugia o quanto podia dos raios de Sol. Entrava nessa caverna todos os dias também, amava molhar seus pezinhos nas mesmas águas que vinham de uma fonte... Quando olhou para a parede não conteve as lágrimas, afinal não estava só, alguém também gostava de estar ali... como também gostava da mesma poesia sobre amizade e resolveu continuá-la. 

Pode ser que um dia o tempo passe... 
Mas, se a amizade permanecer, Um de outro se há-de lembrar.
Carlinha


Todos os dias Carlinha saia desse lugar radiante, mas esse dia foi diferente. Resolveu nesse dia se entregar ao Sol e saiu correndo pela praia, brincou com as ondas do mar as quais molhavam seus longos cabelos... Sua alma estava leve.

Era um pouco mais tarde, logo uma outra menininha entrou na Caverna, Mas essa não ficava sentadinha molhando seus pezinhos na água. Imagina, que vou ficar aqui sentadinha só molhando meus pezinhos, eu quero é lavar meu corpo todo, e corria para a cachoeira e mergulhava nas águas que apesar de geladas, eram amadas por ela, o frio era seu ponto fraco. No fundo do rio desse lugar o tempo e a gotas  que caíram  há muitos anos haviam formados estalactites... ela mergulhava até o fundo só pra vê-las... 



Quando saiu tremia de frio, se secava ainda quando olhou pra aquela parede: - Meu Deus! Gritou. Alguém passa por aqui também e eu pensava que era só eu... chorou quando leu o seu poema predileto e pode continuar... 



Pode ser que um dia nos afastemos... 
Mas, se formos amigos de verdade, 
A amizade nos reaproximará.
Andréa 

Saiu da caverna pulando feito coelhinho e se jogou na areia,  porque ela estava feliz , afinal ela não estaria mais sozinha, tinha encontrado duas amigas... sem mesmo conhecê-las já havia aprendido a amá-las de todo seu coração. 

Um pouco mais tarde, outra pessoinha adentrava aquela caverna que ela chamava de Lugar Secreto. Ela amava visitar os lugares onde o Sol entrava com seus raios e com sua força. Admirava os pequenos raios que adentravam  pelos mínimos lugares e iluminavam tudo. Ficava horas olhando o Sol prevalecer... 


Gostava tambem de sentar e molhar os pés nas águas que desciam da fonte. Era uma boa aventureira, tentou muitas vezes descobrir onde era a nascente dessa fonte que jorrava, mas nunca conseguiu. 

Estava saindo quando se deparou com aquilo na parede, ficou emocionada, agora não estava mais sozinha naquele lugar,  seu coração pulou de alegria, mas quando leu o poema expresso ali, se ajoelhou e chorou. Como podiam estarem ali e gostarem do mesmo poema? Nao teve dúvidas, continuo-o pois o sabia de cor.



Pode ser que um dia não mais existamos... 
Mas, se ainda sobrar amizade, Nasceremos de novo, um para o outro.
Simone  

Foi embora feliz da vida, desejando no seu espírito conhecer aquelas meninas, que tinham uma sintonia com ela. Se jogou na areia daquela praia, estendeu os braços e as pernas e ficou olhando o céu. 

Passou um pouco de tempo e entrou uma menininha, outra? Sim, outra! Ela também havia descoberto aquele lugar e todos os dias adentrava ali com seu violão, sentava e ficava quietinha recebendo da Brisa Suave, seu frescor, tinha a alma perfumada. Molhava seu pés com as águas que vinham da tal fonte, que ela não sabia onde começava, só sabia onde ela jorrava, e isso já era para ela motivo de alegria.  Como ela era delicada, sua voz era doce, então cantava canções ao Vento que a ninguém dá explicação e vai pra onde quer.  Ao levantar e sair, não creu no que leu, esfregou os olhos. O que? Alguém anda por aqui também? Emocionada ficou olhando os versos que seu paizinho  recitava para ela quando  lhe tomava no colo e contava longas histórias... Não teve dúvidas, tomou uma pedra e deu continuidade ao poema.... 



Pode ser que um dia tudo acabe... 
Mas, com a amizade construiremos tudo novamente, 
Cada vez de forma diferente. 
Sendo único e inesquecível cada momento 
Que juntos viveremos e nos lembraremos para sempre.  Noh 

Foi embora da Caverna, mas agora levou em seu coração as quatro amigas, e ainda que não as conhecesse pessoalmente, sentia-se tão próxima e tão intima delas, como amigas para sempre e caminhou sonhando em conhecê-las, como elas seriam?



Estava no finalzinho da tarde, entrou uma outra menina, ela sempre ia ali também, ela sempre trazia suas frutas na cestinha, sentava e degustava, as lavava nas cristalinas águas que jorravam da tal fonte. Alguns animaizinhos vinham e ela os alimentava... Algumas vezes ela explorava a Caverna, mas o que ela mais gostava era de sentar numa pedra azulada onde as águas batiam juntamente com os raios de Sol e logo iluminava tudo e era sempre no mesmo horário! 

Saindo dali viu na parede as escrições, não acreditava na beleza das letras, na delicadeza das palavras, ficou arrepiada só de pensar em conhecer aquelas meninas que gostavam do mesmo poema que ela. Então com lágrimas nos olhos acrescentou e viu que sobrara pra ela a parte final...

Há duas formas para viver a sua vida: 
Uma é acreditar que não existe milagre. 
A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.  Di Luz 

Saiu dali crendo realmente que todas as coisas são de fato um milagre. Porque não poderia ser coincidência encontrar cinco meninas que gostavam do mesmo poema e estarem na mesma caverna. 

No outro dia Roberta apareceu de novo na caverna, ela não podia acreditar que o poema fora continuado e que haviam mais cinco meninas que frequentavam o mesmo lugar, ficou estupefata de emoção... 

Resolveu escrever e marcar um encontro para todas em dois dias. Porém teve a  impressão de que as conhecia há muito tempo, pois elas tinham as mesmas sensibilidades. 

Todas responderam que estariam no encontro marcado... e todas estavam muito ansiosas... 

O encontro foi marcado para 15 horas, quando o sol já estaria alto e a caverna não estaria tão fria assim. 

Na ansiedade de todas, tiveram o mesmo pensamento, serem as primeiras a chegar, e o exagero foi tão grande que todas chegaram com uma hora de antecedência, quando todas entraram na caverna no mesmo tempo, todas se olharam e riram sem parar. Abraçaram-se uma a uma e perceberam que nunca houvera distância, era algo eterno, sem começo meio e fim. 

Sentaram nas pedras e todas molhavam os pés na fonte... então houve uma sintonia tão grande entre elas que aquele lugar ficou pequeno de tanto amor... 

Foram falar e todas falaram ao mesmo tempo, e lá estavam elas rindo de novo... 

Logo Roberta tomou a frente e começou a perguntar desde quando elas vinham ali e porque vinham e perceberam que todas encontraram aquele lugar em tempos bem diferentes, mas sempre que entravam ali encontraram paz... 

E todas compartilharam suas vidas e todas choraram, porque estar ali com cada uma, naquele lugar, foi algo muito desejado, elas podiam compartilhar a vida, abrir o coração, falar de amor e de ódios e do chão da vida, mas sem serem julgadas, elas estavam ali e eram amadas e ponto. 

Começaram a cantar canções que falavam da vida do Grande Mestre e do Seu amor. 


Roberta falou que de todos os seus desejos, o maior era encontrar a Fonte de onde aquelas águas desciam! E logo todas acharam que deveriam ir atrás... como ainda era cedo, resolveram subir em direção às águas.. 
Foram andando e ficaram encantadas com a beleza que aquela caverna mostrava... 


Ao longo do Caminho encontraram muitas flores, aliás flores raríssimas! Também encontraram muitos pássaros, e muitas borboletas, as quais deixaram Simone louquinha, ela queria pegar todas e guardá-las, já Di Luz parava para catar as orquídeas, e a cada uma, era um grito! Carla foi catando pedrinhas para fazer seu colarzinho, tambem pulseiras, tornozeleiras e brincos! Déia levou sua máquina fotográfica e saiu fotografando tudo e todas. Roberta, por sua vez, ia analisando tudo e anotando por onde elas estavam caminhando, para que ninguem se perdesse, enquanto sorvia com todos os sentidos a beleza e encanto daquele lugar. Já Noh foi catando as flores, dizia que levaria para sua mãezinha que gostava muito! Os pássaros embelezavam o lugar com seu voos e lindos cantos! 


E assim foram andando, viram que à medida que andavam o sol adentrava mais e mais a caverna e ela foi ficando clara, então apareceu o jardim mais lindo do mundo... 


Foram caminhando estupefatas pela beleza do lugar, muitos animais silvestres, flores, borboletas e pássaros, que elas nunca haviam visto antes e tudo as enchia de uma grande Paz! 

De repente de trás das pedras maiores saiu alguém parecendo um rei, suas vestes eram brancas, sorrindo as chamou, dizendo: 

Filhas queridas, que bom que vieram, sentem-se aqui...

Nesse momentos elas perceberam que a Fonte que elas buscavam vinha do lugar onde o Mestre estava.



Carlinha sentou-se imediatamente aos seus pés e disse: 
-Mestre, és tu mesmo? Quanto tempo tenho desejado encontrá-lo dessa forma. 
Robertinha, não se conteve, disse que Ele era como ela sempre sonhara. (Divinamente Humano).
Si, sentou-se ao lado dEle e recostou sua cabeça nas pernas do Mestre que afagou seus cabelos carinhosamente. 
Nohzinha sentou do outro lado e o Mestre estendeu sua mão a ela que correspondeu imediatamente
Di  sentou aos pés do mestre e pediu: - Conta-me suas histórias, ele ascentiu com a cabeça e  lhe deu uma piscadela. 
Déia sentou e beijou os Seus pés e disse: - És o Meu Sol! 

Depois todas trocaram de posição, aconteceram muitas conversas, risos, alegrias, lágrimas! Ninguém estava ali interessado no futuro, mas vivendo cada segundo do presente! 

Roberta perguntou: - Mestre, por que o Senhor nos trouxe até aqui? 

- Filha pra que voces recebam do meu amor e distribuam entre todos homens, sem distinção de raça, sexo, idade, e até mesmo religião...Digam aos homens que Os amo e me entreguei por eles e para eles. 

- Mas Mestre é uma responsabilidade muito grande! 

Eu sei! disse o Mestre, por isso as trouxe aqui, é sempre aqui na minha presença que encontrarão forças para continuarem a caminhada! Eu confio totalmente em vocês, e a medida que vocês entrarem aqui, mais de mim terão... 

-Agora é hora de irmos Mestre, disse Simone! 
- Puxa, é mesmo? Percebeu o Mestre! Estava tão bom... antes por favor quero um beijo de cada uma... 


E todas beijaram o Mestre! 

Estavámos saindo quando de repente Ele nos chama.. 

- Filhas! Todas olhamos no mesmo instante... 

Todas encontramos os olhos do Mestre: 

- Não esqueçam:  vocês as são  MENINAS DO MEU REINO!! 


*Poema da Amizade. Albert Ainsten 


Di Luz Pockrandt


>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

E aqui está o resultado da promoção que escolheu, dentre as sugestões nos comentários, o título deste post:



1º lugar - WalCorft: "Amizade: a Rocha e um Reino".
Ganha 01 cd do Stenio Marcius e 01 livro do Max Lucado

2º lugar - Rodrigo Leonardo: "O poema do sábio e as meninas do Rei".
Ganha 01 livro do Augusto Cury

3º lugar - Leila Vasconcellos: "Sintonia, Sensibilidade e Encontros surpreendentes".
Ganha 01 cd do Stenio Marcius


PARABÉNS PESSOAL, QUE DEUS OS ABENÇOE SEMPRE!

ENVIEM, POR FAVOR, SEUS NOMES COMPLETOS E ENDEREÇO PARA POSTAGEM DOS PRÊMIOS PARA: meninasdoreino@gmail.com

=]

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Queremos agradecer a todos que participaram da promoção hoje! Fiquem antenados no blog, pois amanhã tem mais!

Abraços!

Reações:

21 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. E o nome desse conto será..."O Melhor Lugar" em detrimento a caverna onde todas se encontraram!!!
    Quero apenas o terceiro lugar!!!!

    ResponderExcluir
  3. Nossa...tão lindo esse conto...Que Deus continue abençoando a amizade de vcs e que ela se fortaleça a cada dia, e q continue dando frutos, como estes que colhemos aqui.

    Bjs a todas as meninas do reino!

    ResponderExcluir
  4. Olá suas lindas! Vou mandar a conta do cardiologista, hein! Assim vocês acabam com meu coraçãozinho! rsrs...Que tal? "Sintonia, Sensibilidade e Encontros Surpreendentes"

    ResponderExcluir
  5. E o nome desse conto será>>>

    "Águas de Amor"

    ResponderExcluir
  6. Achei o conto fantastico, mto criativo. Um nome ? Descobrindo a amizade!Meu nome é Isla só conseguir comentar como anonimo

    ResponderExcluir
  7. o nome do conto será:"O Caminho"

    ResponderExcluir
  8. ´E o nome deste conto será... "Amizade: Uma Rocha, um Reino."

    ResponderExcluir
  9. E o nome desse conto será: "O surpreendente encontro das Meninas do Reino"

    Amei o texto Meninas, admiro muito vocês!

    ResponderExcluir
  10. Nome do post:

    "A Amizade se tornou Missão: Surpresas no refúgio das Meninas do Reino"

    Deus abençoe :)

    ResponderExcluir
  11. Texto Divino!!!

    Ameiiiii

    Agora o título...

    OPosso dar várias sugestões?? rsrs
    Lá vai:

    1) As amigas que reinam

    2) Amiga a gente sente, mesmo sem ver na frente

    3) Amizade que move montanhas

    4) O Amor evoluiu na Amizade que Deus uniu

    Nossa pensei em muitos títulos rsrsrs

    PARABÉNS pelo 1 ano de blog.

    VCS são "Garotas Divinas"

    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Rs quase não produzir hoje no trabalho depois que Robertinha covocou os habitantes do Reino para tal atividade, caramba tentar dar um titulo a esse conto é uma tarefa e tanto minhas imurcháveis. bom, tive uma ideia, como todas que tenho meio fora de órbita.
    E o nome desse conto será: No Reino Do Amor, Seis Corações.
    detalhe: rsrsrrs
    No = Noemia
    Reino= Roberta
    Do= Di luz
    Amor= Andréa
    Seis= Simone
    Corações= Carla
    "na inicial de cada palavra o as letras do nomezinho de vocês amores" bjussss

    ResponderExcluir
  13. Eu, elas e Ele.
    Obs: não quero nenhum prêmio.Nem ser sorteada.

    joeline

    ResponderExcluir
  14. Aleluiia que LindO parabéns pelo primeiro Ano de Blog Meninas esse Post Foi lindO AIN a segunda Menina que entro na caverna sou EU KKK MEU APELIDO É CARLINHA E MEUS CABELOS SÃO LONGOS! Kkk dificil é definir o TitulO ... Hum pensei em algums ...
    O Titulo será
    1.A Caverna do Encontro

    2.As Meninas, eo Mestre no Paraiso do Reino

    3.Paraiso da Amizade

    4.O Jardim do Do Reino

    pronto essas foram as minhas Sugestões bom ñ vou poder ta On ás 21:00 pq hoje tem culto mais se eu ganhar me avisa la no TT @carlly_Jesus xau fikem na Paz

    ResponderExcluir
  15. "Saindo da caverna,para encontrar o Único caminho"

    ResponderExcluir
  16. Encontro nas águas.

    ResponderExcluir
  17. Ai, ai ai....meninas suas lindas....
    olha eu aqui de novo...
    Primeiramente parabéns por esse lindo aniversário e pelo lindo conto, amo muito tudo isso.

    O nome deste conto será: " Segredos Revelados", em alusão ao encontro na caverna, à composição do poema, ao Encontro com o Senhor e a missão das Meninas do Reino.

    ResponderExcluir
  18. Olá Meninas, mais uma vez parabéns a vocês!!!
    Não sei se o sorteio já foi realizado, mais assim mesmo vou dá minha contribuição.
    "6 Meninas uma só Amizade e Corações sendo cuidados pelo Mestre."

    Gostaram? boa né?
    Beijão pra todas vocês!!!

    ResponderExcluir
  19. "E o nome deste conto será... Descoberta da Vida em Amor, Amizade e Humildade"

    ResponderExcluir
  20. Que conto mais gostoso de ler. Eu o chamaria de:

    "O POEMA DO SÁBIO E AS MENINAS DO REI"

    Parabéns Meninas

    ResponderExcluir
  21. Parabéns aos vencedores, ótima escolha meninas...ms imagino que tenha sido muito difícil ..

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.