terça-feira, outubro 11, 2011

Fruto...muito fruto

Por Sarah Catarino

Esta manhã ouvi uma expressão bíblica que conheço há muito tempo, mas que nunca tinha feito um impacto tão grande na minha alma: “...o justo...dará o seu fruto na estação própria!” (Salmo 1:3). 


Na verdade, cada árvore programada pelo Criador para dar fruto, fá-lo em estações diferentes. É certo que no Verão temos uma maior variedade, mas aparecem até na estação invernosa. E a Bíblia não está realmente a referir-se ao fruto suculento, doce e maduro que nos delicia e alimenta, mas ao homem justo, que tem o seu prazer na lei do Senhor e que, foi projetado para dar fruto, muito fruto. 


Cada árvore, segundo a sua espécie, floresce e oferece-nos o seu melhor numa determinada estação... Quando os amigos me dizem que devo abrandar, descansar, não fazer, não viajar, deixar outros tomar o meu lugar, são conselhos sábios e para reflexão, mas não encaixam ainda no MEU tempo. Na MINHA estação, eu ainda posso dar fruto. 


Tive uma Primavera, onde corria, brilhava e apaixonadamente agarrava todas as oportunidades que espreitavam no meu caminho. Espero que esse fruto tenha sido comido por alguém, tenha dado força a algum cansado. Houve um Verão, onde o fruto era muito, abundante, nem tinha tempo para pensar se tinha amadurecido bastante, se estaria pronto para alguém apanhar e comer... 

Surgiu o Outono, cálido, dourado, com cheiros e matizes únicos e aqui estou eu, fazendo coisas que nunca pensara capaz de realizar, a maior parte das vezes escondida entre as paredes do meu escritório, mas desejando alimentar de uma outra maneira aqueles que precisam...Virá o Inverno, frio, cortante, solitário, onde é preciso aquecer os pés e calçar mais pares de meias, mas ainda aí, quero dar fruto. Na estação própria, esse é o meu desejo, esse é o meu sonho. E essa é a promessa do meu Agricultor!


Meninas do Reino
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.