sexta-feira, dezembro 02, 2011

Como planejar o próximo ano!



É isso, dezembro. O fim de ano chegou e algumas coisas costumam acontecer nesse período, por exemplo, planejamento. Não que isso seja o forte do nosso povo brasileiro, afinal, culturalmente falando, estamos mais para o “deixa a vida me levar, vida leva eu”... do que para sentar, pensar e fazer um balanço de como foi o nosso ano e como desejamos que seja o próximo. 

Sei bem que “o futuro a Deus pertence”, por isso mesmo, tenho aprendido a buscá-lo durante todo o ano, a fim de que, nesse momento do meu “balanço”, eu possa incluí-lo no meu planejamento. Estranho? Até pode ser, mas quero praticar algo que faz parte da vida cristã, mas que com facilidade acabo por me esquecer, deixando-me levar pela correria, rotina e tantas outras distrações ao longo do caminho: cooperar com Deus no que ele estiver fazendo. Não penso que posso mudar seus planos, mas talvez eu os bagunce, de certa forma, dando um pouco mais de trabalho. Pena que, se assim ajo, só eu perco, visto que Deus tem a eternidade para trabalhar, transformar e abençoar a minha vida, sem pressa.

Planos. Quais serão os planos para o próximo ano? E onde é que Deus se “encaixa” neles?

É razoavelmente fácil determinar um planejamento financeiro: bens a serem adquiridos, viagens...  com um ano ruim de feriados prolongados e o próximo ano sendo bissexto, vamos já conferir o calendário!  E como vou aproveitar as férias? Mas quais serão os planos acerca da minha espiritualidade? E meu relacionamento com Deus? E sua Palavra? Quanto quero conhecê-la para que, compreendendo-a um pouco mais eu possa me relacionar mais profundamente com o Eterno? E como me relacionarei com minha comunidade de fé? Como contribuirei para fazer a diferença nesse mundo?

São essas as questões que, agora sei, devem anteceder as demais. Já disse Jesus:

“Não gastem energia, lutando por comida perecível como aquela. Trabalhem pela comida que permanece, comida que sustenta a vida eterna, comida que o Filho do Homem providencia. Ele e o que ele faz são permanentes, porque têm a garantia de Deus, o Pai”.

(João 6:27)

Já vi muitos crentes trocando as prioridades, tantas vezes deixando de servir ao Senhor e tornando-se escravos do dinheiro: acumulam bens, adquirem status e perdem-se no meio disso tudo. E eu sei que preciso vigiar e cuidar para que eu mesma não perca o foco e tropece, afinal, vivemos a era do consumismo! Um bom exercício é justamente esse: ordenar quais são as minhas prioridades até mesmo no momento de planejar. Como disse o apóstolo Paulo, Ele (Jesus) é antes de todas as coisas! Ele e sua vontade vêm primeiro.

A dica para um bom planejamento? Paulo deixou-nos uma boa resposta:

“Então, se vocês estão falando sério sobre viver a nova vida da ressurreição com Cristo, ajam de acordo com ela. Busquem as coisas norteadas por Cristo. Não fiquem se arrastando por aí, cabisbaixos, absorvidos com o que está à frente de vocês. Olhem para cima e observem o que acontece ao redor de Cristo. É por aí que devem seguir. Vejam as coisas da perspectiva dele”.

(Colossenses 3:1-2)



Aprendendo a planejar,

#2 Andréa Cerqueira

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.