sábado, dezembro 10, 2011

MINHA HISTÓRIA, SUA HISTÓRIA


Por Ana Paula Sanches


Ele te viu de longe. Reparou em seus cabelos, na sua maneira de falar. Analisou detalhadamente seu corpo, suas “curvas”. Concluiu que elas deveriam ser perigosas, e isso o atraia mais.

A cada movimento seu era um viagem para ele. Enquanto você continua se divertindo sem ao menos imaginar que está sendo milimetricamente observada, ele já não agüenta mais dentro de si. De repente, em seu ouvido um “Oi!”. Ao virar-se, você se depara com aquele cara misteriosamente lindo. E que em poucos minutos faria de você a sua presa. Ruim? Bom? – Depende!

Você nem imagina o que ele quer de você. Mas de longe ele já te colocou em diversas “posições” que o agradaria.

Sem ao menos se importar com o seu coração, e sua verdadeira identidade, ele te ATACA, sutilmente, pois, você se atrai pelas palavras. A sua linguagem é a mais encantadora possível, ele não diz que você é gostosa, ele tira a franja do teu olho e diz o quanto você é linda. Não pergunta se você deseja sentar-se, ele simplesmente arrasta uma cadeira e abre os braços bem definidos e convidativos para que você se assente. Paga-lhe uma bebida. E diz que entre todas você é a mais bela, a mais diferente. Você acreditando passa a ser mais gentil, pois percebeu que esse “cara” é diferente. Então abre o seu coração, enquanto sua defesa já não existe mais. E enquanto a conversa inofensiva se estende, ele continua com o plano maquiavélico de como fazer pra te levar pra cama.

A cada segundo ele parece estar mais interessado em você, na sua rotina de vida, em seus estudos, na sua família, seus hábitos, e até seu cachorro ele envolve na parada. Você derretidamente se envolve um pouco mais, na esperança de que esse possa ser àquele em que você sempre esperou. Ele instigadamente se envolve um pouco mais, na esperança de que você possa ser àquela em que ele quis só por uma noite.

A cada minuto fica mais fácil para ele, e mais difícil para que você o resista. Porque além de lindo, o cara enche seu ouvido e seu coração com doces palavras, que mais tarde tornará a ser como um fel.

Sem mais delongas…

Você carente e ele inteligente. Casamento perfeito. Então vocês estão se beijando, se acariciando. As “curvas perigosas” que para ele estavam metros de distância, agora ele “segura” com as mãos. Você já não pensa em mais nada, pois todo aquele “homem” que foi gentil com as palavras, agora é gentil e bom na sua “pegada”. E em prazo de pouco tempo, está feito o lance. Você certa de que o conquistou, ele feliz por ter te experimentado.

Telefones trocados, agora ele carinhosamente te deixa no portão da sua casa, espera você entrar. Você vai para a cama, pensando em cada minuto, sonhando com cada palavra “verdadeira” que saíra da boca do tal cara. E planejando como será a próxima vez que você o encontrar, já prepara até o figurino.

Ele ao chegar à esquina, começa a cantar o pneu. Aumenta o som no último, o que ele está ouvindo? Nem queira saber. Passa a mão no celular e liga para o melhor amigo que ainda continua na festa e diz: “Pronto, está feito, comi a mina”. Rindo sem parar, ele para o carro na mesma vaga e volta para a festa, ao encontrar com o amigo brindam com cada detalhe do que pôde aproveitar de você, mas a conversa pára quando ele repara em mais um cabelo longo com vestido preto perto da sua mesa. Bom, ele agradece porque agora pelo menos essa “mina” está mais perto. Fica até mais fácil.

Bom? Ruim? Depende!

Depende de quem você é. Depende do que quer para você. Depende de como quer ser conhecida e reconhecida. Depende se você não quer sofrer, e nem chorar.

Achou que a resposta seria minha? Não a resposta é sua. Eu já sei como é essa dor, já sei como terminou essa história. Sei bem a sensação de sentir-se usada, ser vista como objeto.

Apenas um homem mudou a minha vida e minhas histórias foram revertidas.

Jesus.

Ele enxugou dos meus olhos toda a lágrima, me fez sentir-se importante novamente. Me fez entender que a beleza mais importante é estar com meu coração e sentimentos saudáveis. Foi ele que me confortou com palavras doces e sinceras. Só ele quis ficar com o vazio que “outros” deixaram.

Essa podes ser uma história parecida com a sua, ela pode ter um final feliz como a minha. Mas, depende.

Depende apenas de você! Desejo que você encontre alguém que te ame, não te use, e nem faça você sentir-se um lixo apenas. Mas faça você sentir-se como uma menina importante.

Para isso dê o seu devido valor! Se você não se valorizar, ninguém mais poderá fazer isso pra você.

Meninos que agora lêem essa história. Repense em cada uma de suas atitudes. Você não será mais homem pela quantidade de mulher que come por dia, noite, tarde (sei lá).

Você será mais homem quando realmente agir como tal.

Lido em Solomon1
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.