quinta-feira, fevereiro 23, 2012

Diário de uma lagarta: Cheios de boa intenção.




"De boa intenção o inferno está cheio" é um ditado que não cansamos de ouvir e cá para nós, tem sentido. Para mim toda ‘boa intenção’ pode virar um disfarce...
Intenção é o desejo de fazer algo, na maioria dos casos quando se tem apenas a intenção só se tem a vontade e o verbo fazer nunca é conjugado no presente, ele fica assim, cheio de boa intenção. Para mim é um disfarce e daqueles!

Sabemos muito bem que quando queremos algo fazemos, flexionamos o verbo da forma mais ativa possível. Quando não, usamos o maior disfarce de todos: a boa intenção.

Eu ia buscar isso para você!
Eu não queria te fazer mal...
Eu não queria te magoar.
Ela era tão boa não entendo porque fez isso...
Ele era tão amável, por quê?
Eles tinham ótimas intenções a respeito desse projeto...


A “boa intenção” que me refiro como disfarce é aquela que não passa de um mero desejo. Desejos são traiçoeiros, são como serpentes no deserto em busca de alimento... Quando eles devem virar ação não viram mas quando não deveriam , quando são prejudiciais logo se tornam atos, e atos falhos.

É preciso ter uma prévia das nossas ações em pensamentos planejados sim, claro. Mas justificar a vida dizendo que tínhamos boa intenção nos nossos atos faltosos não serve para nos livrar dos fracassos em nossos relacionamentos, trabalhos, estudos entre outros empreendimentos que necessitam mais que ‘boas palavras’.

Para ir a algum lugar você precisa querer se deslocar para este lugar e ter apenas a intenção não te levará para lá. Às vezes acho que minhas ‘boas intenções’ não passam de disfarce para justificar aquele monte de coisa que eu deveria ter feito e não fiz.

O que vale é a intenção. Ah será mesmo, às vezes isso não é suficiente para a realidade afinal não vivemos no mundo das idéias. Nossa vida é no real e no concreto e aqui intenções, palavras, filosofias se não servirem para direcionar a ação, gerar movimento não passaram de palavras vazias de ação mesmo que lotadas de intenção...

Não acho possível querer fazer algo sem ter a intenção de fazer, mas é que às vezes parece que a intenção ficou mais importante que o ato. E isso que não quero viver...

E confesso estar cansada de falar e ouvir: Valeu a intenção, como se isso fosse substituir a ação.

Simone Caetano
Reações:

4 comentários:

  1. Oie flor,
    Texto ótimo, curti muito!
    "parece que a intenção ficou mais importante que o ato"
    Eu tenho observado que ter intenção tem mais credito que o ato, isso é um absurdo quem garante que a intenção é verdadeira?
    Obg pela reflexão!
    Fique com Deus
    XOXO

    ResponderExcluir
  2. vdd.. de boa intenção jha basta...

    otimo texto um abraço .. fica com Deus...

    ResponderExcluir
  3. É como se minha própria alma gritasse: Ow!!! Tá ouvindo não?! ATITUDE!! Chega de procrastinação, chega de meios termos! Chega de empurrar com a barriga! Aff
    Valeu mana pelo puxão de orelhas!
    Beijos na alma mana Lorão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Linda Noh !

      E demais meninas lindas do reino ...

      Obrigada pelo comentário, que nós possamos sair dessa maré de boas intenções néh?

      bjs

      Excluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.