quinta-feira, março 15, 2012

Eu e as estrelas



Estrela tem coração
E seu pulsar é aquilo que chamamos piscar
Sorriem para a Lua
Escondem-se entre as nuvens
Amáveis companheiras
Brilham enquanto em meu interior cintilam sentimentos
Chapiscadas no céu me enlevam pensamentos
Sussurramos afinidades
Dividimos intimidades
Nos perdemos em olhares
Me lembram que distância não impede comunicação, e, assim, atentamente, ouvem a minha confissão
Acolhem-me com doçura
Reluzem mais forte quando as vislumbro com os olhos embaçados de lágrimas

Algumas eu queria guardar no bolso
Outras colar no peito
Das mais brilhantes fazer enfeites no cabelo
E com as cadentes cantar um soneto
Por todo o vasto universo com elas conversaria
Assim o tempo voaria e quem sabe um dia
Estrela eu também me tornaria

Roberta Lima

"Eu sou a resplandecente estrela da manhã" Apocalipse 22:16

"...Ora direis, ouvir estrelas..." Olavo Bilac
Reações:

Um comentário:

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.