quarta-feira, novembro 07, 2012

Paladar da nostalgia


Senti o gosto da nostalgia...
Saudades de um tempo que ainda não vivi

Saudades do olhar que penetra a alma
Que em silêncio toca minha alma
Que no sorriso transforma o meu dia...

Senti o gosto da nostalgia...
Saudades de um tempo que vivi

Saudades da menina que brincava no quarto
Que dançava escondido por causa do medo
Que cantava baixinho por ter vergonha
Que sonhava acordada pois o sonho não cabia no sono

Então, entrego-me a poesia e as canções
Mergulhada no tempo que não tem relógio
Deixo-me ser levada pelas lembranças
Deixo-me ser levada pelos sonhos que um dia tive comigo

Hoje, tudo que sinto é o gosto do fel e do mel
Doce e amargo
Nostalgia...
Simplesmente Tininha
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.