quarta-feira, janeiro 29, 2014

Por uma vida maior



É fato que poucas coisas realmente importam. E essas, geralmente, são as quais atribuímos o menor valor.
Como os valores, em sua maior parte, são subjetivos acabam por não ser precificados e, por isso, tornam-se esquecidos.

As pessoas só pensam em preços, em dados e em números; e - de verdade! - eu não as culpo por isso.
Todos nós fomos treinados para acreditar que a vida é feita assim!

Na mídia, vemos milhares de gráficos apontando o sucesso ou a falência de pessoas e de empresas.
Apesar de úteis, os números não podem ser o fator determinante para avaliar o valor de uma pessoa ou até mesmo a ascensão de alguém. Para ser sincera, considero os números muito limitados quando se trata do assunto 'vida'.

Uma criança que nasce, por exemplo, não é apenas 'uma' criança. Para a mãe e para a família, a criança é a própria vida, um milagre, uma dádiva que os aconteceu.

Conheço uma moça que doa' de forma abundante, a sua vida fazendo o bem para seu esposo que, ainda moço, perdeu a capacidade da visão

Ela conhece o ritmo exato dos passos do marido, os milhares perigos de tropeços que podem acontecer pelo caminho e o modo de faze-lo sentir seguro.

Nunca vi o nome da moça em bancas de jornais, nem em revistas, menos ainda na televisão. Sabe por quê? Porque ela não tem dinheiro suficiente para estar lá, entre os 'mais admirados' e 'invejados' do mundo. Seu carro antigo não atrai muitos olhares. A não ser pelo barulho que faz!

Mas sabe? Ela tem a minha admiração!
Quero ser como ela.
Quero aprender a colocar minhas vontades num segundo plano, quando necessário, por amor.

Eu sei que aprendemos a admirar as pessoas pelo que elas têm, pelo que ganham e por quanto pesam, e  que raramente reconhecemos em alguém a capacidade da gratidão, do perdão, da boa disposição em amar e aceitar os que são diferentes.

Bem, para ser sincera, nem sei porquê escrevi tudo isso. Acho que foi um pensamento que se 'alongou' e pediu um pedaço de papel. Mas, do fundo do meu coração, espero que esse 'confessionário' descrito acima, gere em ti o desejo de busca pelos 'valores maiores' feitos e escondidos pela própria Vida.

Um beijo,
Lu.

....
Imagem: Tumblr.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.