domingo, agosto 15, 2010

Somos como o V e n t o




Às vezes frio, às vezes quente...às vezes intenso, em outros momentos suave. Mas sempre o mesmo: VENTO.

Assim somos nós: ainda que pareçamos paradoxais, nossa natureza é única. A percepção de quem está de fora ou as pressões interiores podem manifestar uma faceta diferente do mesmo elemento.
Já nos ensinou a doce Clarice Lispector:

 Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania, depende de QUANDO e COMO você me vê passar...

Sentir o         v   e   n   t   o:                  eis uma sensação que pode ser motivo de êxtase ou horror. Em pleno inverno sabemos o quanto uma ventania faz a sensação térmica cair e nosso corpo sentir um frio mais intenso do que aquele que os termômetros registram. Em contrapartida, não há nada mais gostoso do que o suave soprar de uma brisa em um verão escaldante.

Mas algo me chama a atenção no vento: os obstáculos não podem conte-lo, seja a mais suave brisa ou o mais forte sopro, não há como segurá-lo ou mensurá-lo. O mesmo transpõe os mais intransponíveis obstáculos. A água muitas vezes pode ser limitada por um dique, a terra pode ser removida por uma escavadeira, as ardentes labaredas podem ser extintas pela força de um produto químico, mas e o vento? Quem pode conte-lo? Que barreiras o podem deter?

O vento não se detém diante das dificuldades, ele SIMPLESMENTE
f  l   u   i,              v  o   a por entre elas...essa é a sua natureza...essa é a nossa natureza.

Natureza que é por si mesma libertária e libertadora. Creio não ser por acaso associarmos vento no rosto à liberdade...uma imagem vale mais do que mil palavras!!!

Creio também que não foi à toa o ensino do Mestre Jesus a Nicodemos nos comparando como novas criaturas ao vento...

O vento sopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem e nem para onde vai. Assim é todo aquele que é nascido do Espírito.
Jo 3:8

Muitas vezes queremos nos evaporar como a água, em outros momentos queremos aquecer como o fogo, já em outros queremos a firmeza da terra, mas o PAI nos ensina que ser VENTO é nossa essência – maleáveis, dependentes, serenos ou tempestuosos – mas sempre vento voando por aí.

De onde vem a força do vento? Quem o sopra pra que ele possa chegar?

As repostas convergem NELE: Autor da vida.

Ele que no início de todas as coisas soprou o Ruah – fôlego de vida [vento] que nos vivificou para sermos conforme Sua imagem e semelhança.

Sim...Deus colocou vento em nós...o vento [sopro] da vida.

Tantos desgastes passamos desnecessariamente, quando na verdade, é só nos deixarmos levar assim como o vento por SUA preciosa e sábia direção, não nos esquecendo que SEUS caminhos não são os nossos [Isaías 55:8]

Assim como uma árvore não faz forças para produzir frutos conforme a sua espécie, não precisamos fazer força para soprar, é simplesmente estarmos conscientes que NELE, o impulso de ser como ELE acontecerá, Seu fluir agirá e então voaremos e na força DELE também alçaremos o impossível, ultrapassaremos barreiras intransponíveis, voaremos alto!!!

Afinal de contas foi para a liberdade que o Filho nos libertou e o que pode ser mais libertador do que voar como o vento?

Aprendendo com o Vento que voar é preciso:

Roberta Lima

Reações:

6 comentários:

  1. Que o vento do Espírito possa sobrar sempre as nossas vidas, levando-nos ao CVD - Centro da Vontade de Deus!

    ResponderExcluir
  2. Amiga-irmã,

    você conseguiu tocar tão profundo em mim com essa meditação!
    Eu, simplesmente, estou sem palavras, apenas em silêncio, profundamente sensibilizada e refletindo sobre a sublimidade de todas essas verdades que são de uma leveza para a alma tão imensa.

    Amiga,
    nosso Pai continue a te iluminar e conserve em ti, para a glória d'Ele e alegria de minha alma, esse olhar para a vida cheio de profundidade, leveza, beleza, verdade e poesia!

    Te amo!
    Abraço de alma da sua mana n'Ele, que nos une em um mesmo Espírito, o Seu Espírito que é como o vento e sopra onde quer..

    Carla.

    ResponderExcluir
  3. Lindo texto Beta !

    Sim , o vento sopra e nós como nos reconhecemos como vento vamos aonde ele nos leva.

    Em breve estaremos de volta para casa...

    Que saudades sentimos de csa porque nos sentimos cada dia mais como estrangeiros por aqui...


    Aqui somos vento , lá seremos apenas filhos que se reencontram com o PAI, depois de uma longa guerra.


    Poético e lindos textos... seu blog é uma benção nesse espaço virtual ...


    BJoooo

    ResponderExcluir
  4. Realmente o vento é o mais belo e aterrorizante elemento criado por Deus. o mar tambem é sugeito a influencia do vento, até mesmo a terra no decorrer dos anos se modifica pelo vento, desde a mais alta montanha até o mais profundo vale, o fogo tambem pode se intencificar ou se apagar pela força do vento... mas o que eu mais gosto no vento é que ele é totalmente imprevisivel. somente nosso bom Deus sabe de onde vem e para onde vai literalmente. para mim o vento é tambem o simbolo da total dependecia de Deus. da total entrega e sugeição a vontade daquele que é PODEROSO pra fazer muito mais alem daquilo que pedimos ou pensamos. muito bom Roberta Lima, Deus te abençoe muito.

    ResponderExcluir
  5. Queridos,

    Como cada comentário de vocês é enriquecedor, a percepção individual de cada um...esse compartilhar me faz perceber o quanto o texto por si só fala subjetivamente a cada coração. Isso é pura graça do PAI. Obrigada por estarem comigo aqui nessa jornada!

    Jesus os abençoe!!

    Abraços,

    Roberta

    ResponderExcluir
  6. Amada , a paz!

    Como eu ainda fico muito surpresso com a sabedoria que o Espirito Santo distribui aos filho(a)s do REINO DE DEUS.

    João 3:8 foi o versículo foi o que me motivou a criar o meu BLOG com o titulo do mesmo postado aqui "SOMOS COMO O VENTO".

    Não vou resistir em posta-lo em meu BLOG.

    ABRAÇOS AMADA

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.