sexta-feira, novembro 26, 2010

De que me adianta ter fé?




Eu gosto muito de alguns livros bíblicos, como o livro de Salmos, por exemplo.
Estava lendo a sequência dos salmos 16, 17 e 18, todos de autoria de Davi, quando comecei a pensar sobre a questão da fé e dos temores da vida.
O salmo 16 nos revela um homem que reconhece em Deus o seu refúgio. Davi faz uma série de declarações sobre a importância do Senhor em sua vida, “Tu és o meu Senhor, não tenho bem nenhum além de ti” (v. 2), também algumas promessas, “grande será o sofrimento dos que correm atrás de outros deuses, não participarei dos seus sacrifícios de sangue e meus lábios não pronunciarão seus nomes” (v. 4), “Bendirei o Senhor, que me aconselha...” (v. 7), e declarações de quem deposita sua confiança em Deus “Sempre tenho o Senhor diante de mim, com ele à minha direita, não serei abalado” (v. 8).

Davi enfrentava alguns momentos difíceis em sua vida quando compôs boa parte de seus salmos. O salmo 17 é uma oração sincera onde ele clama por ajuda: “Eu clamo a ti, ó Deus, pois tu me respondes” (v. 6), “protege-me como à menina dos teus olhos... dos ímpios que me atacam com violência, dos inimigos mortais que me cercam” (v. 8 e 9). 

Sempre percebo nessas declarações a escancarada dependência de Deus, o desespero pela ajuda divina. É a consciência de quem não tem para onde correr. A certeza de que ninguém mais pode salvar senão o Senhor. E somos mesmo assim, tão humanos, tão previsíveis. Quando as dificuldades surgem nós clamamos a Deus. O problema é quando só recorremos a ele nessas ocasiões, porque aí fazemos dele um fornecedor de bênçãos (seja cura, socorro, direção, proteção ou quaisquer outras necessidades), enquanto ele tem para nós um relacionamento sincero e transformador. 

Outra coisa que me prende a atenção é a pessoa de Davi. Principalmente ele ser considerado por Deus “um homem segundo o seu coração”. Poucas pessoas na Palavra podem ser percebidas como tão humanas quanto Davi e os salmos que ele compôs refletem muito disso. Sendo ainda mais clara: eu amo o fato de Davi ter sido tão imperfeito e ainda assim ser considerado um homem segundo o coração de Deus! Seus muitos momentos de desespero relatados em suas canções, expondo sua fragilidade e angústia diante das adversidades, o clamor pelo socorro, providência e ação do Senhor sobre as situações, revelam-me a minha própria natureza enquanto ser humano. Davi esteve longe de ser um modelo de sucesso para a nossa sociedade contemporânea, porém, considero-o um exemplo de autenticidade e relacionamento franco e intenso com o Criador.

Afinal, de que me adianta ter fé senão puder ser eu mesma no meu relacionamento com Deus? Às vezes eu penso em como estaria se não cresse nele. A verdade é que todas as minhas tentativas de criar um cenário “muito bom” se dissolvem na certeza de que nada poderia estar bom sem ele! Se tendo fé essa jornada da existência já é repleta de desafios, tempestades, momentos complicados e exaustivos, quanto pior seria sem a esperança naquele que é Senhor sobre tudo!

Quero mais é que, depois dos tempos tempestuosos e desesperadores em que a minha fé é testada e requisitada sem misericórdia, eu possa celebrar como Davi no salmo 18, quando o Senhor o livrou das mãos de seus inimigos: “Eu te amo, ó Senhor, minha força” (verso 1), “Das alturas estendeu a mão e me segurou; tirou-me das águas profundas” (verso 16), “Ele é um escudo para todos os que nele se refugiam. Pois quem é rocha senão o nosso Deus?” (verso 21).
De que me adianta ter fé se a vida continua cheia de desafios? Bem, tenho certeza de que os desafios existiram mesmo se eu não tivesse a quem clamar por ajuda. Mas que bom que eu tenho, que bom que nós temos!



"A fé não elimina os receios, mas sabe onde depositá-los."
(Elisabeth Elliot)



Caminhando e aprendendo a ter fé nele,

Andréa Cerqueira
Reações:

Um comentário:

  1. Oi...
    que maravilha de texto gostii muito eu estava precisando!
    me fez recordar um hino de (Daniela Araújo)
    A Ti eu rendo graças por tudo o que virá, pois sei que tudo se cumprira
    a minha vida é plena de beleza e comunhão, está tudo em TUAS mãos, esta entregue todo o meu mundo, tudo que sou, tudo que fui, tudo que um dia serei.
    Te agradeço pelo que virá, pois eu sei que nada há de me faltar, TUA graça me alcança a aliança renovada conquistada lá na cruz por meu JESUS!

    a fé é a certeza do que não tem explicação
    é o escudo de quem cre
    não se explica com a razão
    fé é um dom que vem de Deus!
    nhé!
    obrigado
    que Deus te abençoe!
    Beijos!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.