quinta-feira, novembro 11, 2010

Todos os defeitos de uma mulher perfeita


Vivemos a era dos protótipos de super, e como mulheres somos pressionadas a ser supermulheres, superprofissionais, supermães, super-amigas, super-amantes, supercozinheiras, super-esposas, super, super, super!!!!!

Superlativizamos a performance e diluímos a essência: ser gente, ser mulher, ser humana!

Provérbios 31 nos traz o exemplo da mulher virtuosa. É válido notar que ser virtuosa é diferente de ser perfeita. Se tal mulher teve suas virtudes exaltadas é porque também possuía defeitos que, ao invés de lhe diminuírem o valor, se contrapunham a suas qualidades. Ninguém humano possui apenas virtudes.

Somos tão doutrinadas desde a infância a crer em princesas, barbies e no meio cristão supermulheres proverbianas - que fica difícil imaginar que temos que pensar ou conviver com defeitos, o melhor é camuflá-los, esconde-los, afinal de contas o conto de fadas (gospel ou não) não deveria possuir em seu roteiro falhas e tropeços das suas protagonistas. Será mesmo?

E quais seriam os defeitos de uma mulher perfeitamente humana? Virtuosa mas real?

Vamos começar pelo pé da nossa princesinha, fetiche para alguns homens, alvo do sapatinho de cristal. O fato é que talvez nossa princesa moderna tenha uma cicatriz no pé, por ter ido andar de moto e ter caído e se ferido. Afinal de contas, cinderelas modernas não esperam mais cavalos brancos...a moto é bem mais rápida.

A idealizada esposa proverbiana da atualidade talvez não seja mais uma virgem casta, pode ser que tenha entrado em atalhos de seu coração e se perdido. Pode ter seduzido, sido seduzida, enfim, ela pode ter em seu currículo ex-marido, noivo ou namorado...

Pode ser que a sapinha esteja com os sentimentos em frangalhos, ferida ou decepcionada por desilusões e enganos amorosos e seu coração esteja fechado para balanço há muito tempo.

Quem sabe a nossa barbie gospel não saiba cozinhar, lavar, passar, coser e receber visitas tão bem quanto a mulher proverbiana, mas acredite: a mulher de provérbios 31 não nasceu pronta.

Pode ser que a mocinha de comédias românticas tenha crises de TPM, carência, identidade, fique confusa, chateada, manhosa e insegura.

A super-hiper-mega mulher idealizada em alguns sonhos masculinos pode querer um dia não ter uma performance sexual de tirar o folêgo e escolher simplesmente ficar quietinha aninhada nos braços de seu companheiro.

A barbiezinha pode não ter uma beleza tão perfeitamente plástica, ela pode ter uma barriguinha, pneuzinhos, ela pode não ser turbinada ou lipoaspirada, talvez tenha a perna um pouco torta, as coxas mais grossas e as canelas mais finas, pode ser também que ela tenha busto demais ou de menos. Enfim, ela pode ser apenas alguém normal e não uma diva produzida e lapidada pelo photoshop. E acredito que isso a torna bela: sua singularidade.

Pare um minuto e imagine uma mulher com características pinçadas das mais diversas mas também mais lindas mulheres do planeta: o que será que teríamos? Algo belo ou um franskstein em versão feminina?

Não quero, com todos esses “atributos” citados fazer apologia ao “quanto pior melhor”. De forma alguma. Acredito que podemos e devemos nos esforçar para sermos a melhor versão de nós mesmos em todos os sentidos: físico, emocional, intelectual, espiritual... Mas o fato é que neste processo teremos que lidar com nossa humanidade e a mesma compreende falhas, o que nos torna eternas devedoras, carentes pela GRAÇA do Pai, que não por acaso é mencionada na Bíblia como superabundante.


Creio que muita de nossa busca desenfreada por perfeição, deve-se à imagem errada que absorvemos da religião, a mesma associa perfeição à infaliabilidade, mas ainda bem que Deus é diferente da religião.

O Pai nos fala para andarmos em Sua presença e sermos perfeitas (Gn 17:1), se assim Ele disse é porque é possível e isto nada tem a ver com ausência de erros, defeitos ou enganos.

Por isso, prossigamos em paz, reconciliadas com a vida ao nosso redor, sabendo que não somos barbies, princesas, sapas ou deusas, somos sim (usando o título de uma canção do Charlie Brown Jr), mulheres que possuem TODOS OS DEFEITOS DE UMA MULHER PERFEITA

Imperfeitamente perfeitas,

Meninas do Reino
Reações:

5 comentários:

  1. Uau, to me sentindo bem melhor !
    Grande texto !

    ResponderExcluir
  2. Soube do blog pelo tweet de umas amigas, muito bom! Voltarei sempre! Deus as abençoe! :)

    ResponderExcluir
  3. Nossa!!! Adorei...uma injeção de auto estima.

    ResponderExcluir
  4. Adoreeei o texto... Muito bom mesmo, seria ótimo se vários meninos vissem isso :)
    Deus abençoe...
    Beijos da Qué

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.