sábado, dezembro 04, 2010

How Do I Love Thee? - Como Eu Te Amo?

Amores,

existe um belo poema que muito me emociona e que desejei compartilhar com vocês.

Ele é de uma poetisa inglesa da época vitoriana chamada Elizabeth Barrett Browning (Kelloe, Durham, 6 de Março de 1806 — Florença, 29 de Junho de 1861).

Para saber um pouco mais dela:

Este belo poema How Do I Love Thee? aparece em um dos episódios do desenho animado Peanuts [...ou Snoopy!] criado pelo cartunista americano Charles Schulz.

Para saber um pouco mais sobre dele:

-
Deixo pra vocês o poema original em inglês e também a tradução em português sugerida pelo respectivo vídeo.
O poema é recitado e interpretado pelos personagens de Charles Schulz.

Não percam a oportunidade de ver este trecho em que Snoopy interpreta, com a dramaticidade que lhe é própia [risos!], o poema da Elizabeth Barret que é lindo e cheio de significado!

Enjoy it!

A versão traduzida para o português:




Como Eu Te Amo? Vou Contar As Formas...

Como eu te amo?
Vou contar as formas...
Eu te amo até a profundidade, largura e altura que minh'alma pode alcançar
Quando sentido longe dos olhos
Pelo objetivo de existir e de graça divina
Eu te amo ao nível da necessidade mais silenciosa de cada dia
Ao sol e à luz da vela
Eu te amo livremente como os homens lutam pelo direito
Eu te amo puramente como eles se afastam do elogio
Eu te amo com a paixão existente em minhas velhas magoas e com a fé da minha infância
Eu te amo com um amor que eu parecia ter perdido com meus entes perdidos
Eu te amo com a respiração, sorriso, lágrimas de toda minha vida
E...
Se Deus quiser eu te amarei melhor após a morte


A versão original:





How do I love thee? Let me count the ways...
by Elizabeth Barrett Browning (1806-1861)

How do I love thee? Let me count the ways.
I love thee to the depth and breadth and height
My soul can reach, when feeling out of sight
For the ends of Being and ideal Grace.
I love thee to the level of everyday's
Most quiet need, by sun and candle-light.
I love thee freely, as men strive for Right;
I love thee purely, as they turn from Praise.
I love thee with a passion put to use
In my old griefs, and with my childhood's faith.
I love thee with a love I seemed to lose
With my lost saints, --- I love thee with the breath,
Smiles, tears, of all my life! --- and, if God choose,
I shall but love thee better after death.


--
ps.: desejo muita leveza de ser para sua vida!
Reações:

3 comentários:

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.