segunda-feira, agosto 12, 2013

O que um #FF pode fazer!



Me lembro bem como a história dessa amizade começou. Eu estava no Twitter e queria aumentar a minha rede de relacionamentos, mas não queria seguir qualquer pessoa, queria seguir alguns perfis interessantes ou pessoas com quem tivesse algo ou assuntos em comum, tudo porque meu tempo para ler a timeline (TL) do Twitter era ainda um pouco restrito. Isso foi há pouco mais de quatro anos.

Então veio a sexta-feira e surgiam, bem cedo, as hashtags #FF e #SS (Follow Friday e Siga Sexta, respectivamente), quando os perfis indicavam outros para todos seguirem. E foi então que eu, por indicação de um blogueiro, cliquei no perfil da Carlinha para espiar a TL dela, lembro-me que li alguns tweets e ri do conteúdo. Achei graça, espontaneidade e, principalmente, autenticidade. Não tive dúvidas, comecei a segui-la via TT.

Não fazia ideia da amizade que surgia ali. Alguns tweets dela depois, fiz menção comentando alguma coisa e ela devolveu o comentário e pronto, começamos a interagir. Carlinha tinha um blog no qual de vez em quando escrevia e postou um link no twitter, eu, leitora apaixonada, fui lá conferir e me apaixonei. Era o modo Carlinha de ser: autêntica até a última letra. Naquele período lia-se tudo da alma da Carlinha, que adotei para amiga, que se tornou minha irmã: desilusões, dor, angústia, esperança, força e uma fé que gritava mais alto que todas as desilusões, angústias e dores. Fiquei arrebatada.

E ela não era só literatura, mas uma mistura de poesia, música, vento, mar e areia da praia. Era a mulher simples de pés descalços e cabelos soltos e também uma mãe forte e diligente para com seu filho. Carlinha era e ainda é. É uma pessoa sensível para as simplicidades da vida e uma apreciadora da quietude e dos mistérios divinos que se revelam em cada entardecer. Carlinha tem olho apurado e pronto para fotografar o dia-a-dia da vida e ouvir a voz do próximo. E estou segura que é mais forte do que esteja consciente de ser. Porque a força dela não vem de fontes próprias, antes, vem do Eterno.

E foi através da Carlinha que conheci a Rô e conheci a Si e depois passamos a apresentar as amigas mais próximas e chegadas a nós mesmo no ambiente virtual e então nos tornamos as Meninas do Reino, companheiras na jornada de fé no Evangelho dentro e fora da virtualidade.

Carlinha é minha amiga, minha irmã. Sou muito grata ao Paizão por sua vida e hoje, quando ela comemora o início do seu próximo ano de vida, eu só posso é render-me em gratidão e alegria, orando para que o Eterno continue a ser gracioso para com minha mana.

Amiga, que o Paizão sorria para você e que teu novo ano de vida seja de muitos sorrisos, cores e alegrias.
Que não lhe falte amor, graça, sabedoria e força. Que haja sempre inspiração para escrever e compartilhar conosco, os maltrapilhos, suas impressões sobre a vida, a jornada de fé, o Evangelho puro e simples.
Que sempre haja para você um amor e um bom café, livros, músicas e poesia.

Um dia feliz mana, que dure sempre!

Feliz Aniversário Carla Cristina com "C"!!!!

NVTA.

Déinha
=]
Reações:

3 comentários:

  1. Glub...
    Amo-te, mana.
    NVTA!
    #Simboranóspelavida

    ResponderExcluir
  2. O que me impressiona do texto de todas vocês é o amor e carinho sincero que tem umas com as outras, é algo raríssimo hoje em dia e que tenho uma admiração e uso como aprendizado para meus amigos de todas as horas, vocês realmente são a representação sincera do reino de Deus na Terra, tiro o meu chapéu ao talento e comunhão de todas. São incríveis.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.