quinta-feira, fevereiro 03, 2011

:: Coram Deo ::





Expressão latina que significa literalmente “diante da face de Deus”.  Lembro-me que após ouvir tal frase pela primeira vez, nunca mais a esqueci. Achei a frase linda, o significado mais belo ainda e passei a meditar constantemente sobre o que ela nos diz e como devemos aplicá-la a nosso dia-a-dia.

Não raro podemos simplesmente ser abduzidos pela intensa rotina, sequestrados pelas mais diversas distrações e em meio a tal turbilhão nos esquecermos de que em todas as coisas e em todo o tempo, estamos diante de Sua face.

Como diz uma célebre frase de Carl G. Jung:

“Convidado ou não, Deus está presente”.

Aceitando ou não. Crendo ou não. Conscientes ou não.  Estamos diante de Seus olhos.

Para muitos, isso pode ser motivo de horror. Aqueles que julgam Deus como um velhinho zangado e amargurado, sentado em um trono e com uma cadernetinha na qual estão escritos nossos fracassos e tropeços e que nas horas de ira derrama raios sobre nós.

Para outros a motivação é diversa, saber que Aquele que é AMOR nos contempla é motivo de descanso e alegria. Saber que o Rei do Universo, o Deus todo poderoso, nos olha individualmente e nos ama particularmente é algo para além da compreensão e que apenas merece imensa gratidão.

Nos saber Coram Deo é, no mínimo, libertador. A consciência de que não mais existem dicotomias, que o sagrado não é o mesmo que litúrgico. Que o profano passa ao largo do que costumamos simplesmente mencionar como secular.

Viver  Coram Deo nos faz enxergar o sagrado nos braços de uma mãe que cuida com zelo de seu filho, no pai que joga bola com seu filho, na dona de casa que arruma o lar com esmero para o bem estar da família... no profissional que utiliza seu dom para promover justiça, paz e relevância em sua esfera de atuação.

Gosto muito de uma frase do pastor Rob Bell na qual ele afirma que:

“o Reino de Deus se manifesta naquilo que é normal”

Como bem nos ensinou o Mestre Jesus, o Reino de Deus não está ali, lá ou acolá, Ele está entre nós [Lucas 17:21] e nós diante de Sua face [Coram Deo].

Quando trabalhamos Coram Deo entendemos que com Ele trabalhamos para colocar ordem no caos.

Quando amamos  Coram Deo amamos não porque esperamos algo em troca, mas porque  refletimos a imagem daquele que é AMOR.

Que esse entendimento possa permear cada centímetro de nossa existência, pois assim poderemos afirmar como o salmista:

“Senhor, tu me sondas e me conheces.
Sabes quando me sento e quando me levanto; de longe percebes os meus pensamentos.
Sabes muito bem quando trabalho e quando descanso; todos os meus caminhos te são bem conhecidos.
Antes mesmo que a palavra me chegue à língua, tu já a conheces inteiramente, Senhor.
Tu me cercas, por trás e pela frente, e pões a tua mão sobre mim.
Tal conhecimento é maravilhoso demais e está além do meu alcance, é tão elevado que não o posso atingir.
Para onde poderia eu escapar do teu Espírito? Para onde poderia fugir da tua presença?
Se eu subir aos céus, lá estás; se eu fizer a minha cama na sepultura, também lá estás.
Se eu subir com as asas da alvorada e morar na extremidade do mar,
mesmo ali a tua mão direita me guiará e me susterá.
Mesmo que eu dissesse que as trevas me encobrirão, e que a luz se tornará noite ao meu redor,
verei que nem as trevas são escuras para ti. A noite brilhará como o dia, pois para ti as trevas são luz.”
Salmos 139: 1-12

Coram Deo,
Roberta Lima
Reações:

2 comentários:

  1. QUE LINDOOOO *-*
    Não conhecia esse "Coram Deo"...muito perfeito mesmo *-*

    beeeijo ;*

    ResponderExcluir
  2. Hoje eu conheci o temo "Coram Deo"... e amei!!! bjus

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.