quarta-feira, fevereiro 02, 2011

Um mundo que desafia a nossa fé


O mundo está maluco! As pessoas importam-se cada vez menos com o próximo – demonstrações de solidariedade, compaixão e amor nós vemos mesmo é quando acontecem as tragédias que nos chocam. No dia-a-dia, colhemos os frutos de uma sociedade conturbada, com princípios diferentes dos nossos, lidamos com o preço da desigualdade social, a saber: insegurança, medo, violência, desemprego, marginalidade, miséria e a vida não vale mais que um notebook ou um aparelho de celular. Parece haver mais maldade do que caridade. Mais desespero do que esperança.

A comunicação e a globalização nos remeteu a vida virtual. Exploramos o mundo através de um computador conectado na internet e conhecemos tantas pessoas quanto desejarmos conhecer. Não há mais fronteiras para desbravar as diferenças de línguas e culturas, pois um inglês mediano já é o bastante para você conhecer alguém em qualquer lugar do planeta. Mas muitos têm perdido a sua própria identidade. Se a vida “real” aqui fora está repleta de desafios, há um mundo inteiro onde você pode ser quem você quiser. Há espaço para se expor o seu melhor e também o seu pior. Os golpes são cada vez mais frequentes e os crimes também.

Os homens dão pinta de estarem cada vez mais confusos ao relacionarem-se com as mulheres e vice-versa. Numa sociedade pós-moderna como a nossa, amargamos os frutos do extremismo do movimento feminista de algumas décadas atrás. Não sabemos mais, homens e mulheres, quais são os papéis que devemos desempenhar na relação. Tudo mudou e não absorvemos as mudanças tão rapidamente assim. Os relacionamentos tornaram-se descartáveis.

Não há nada novo debaixo dos céus. Nossa humanidade, cada vez mais egocêntrica, caminha para um caos que parece ser cada vez mais profundo. E a pergunta afinal é: isso é tudo?

Vez e outra tenho ouvido uma pergunta inquietante: se isso é tudo e a vida se resume aos seus anos de existência nesse corpo material, se Deus e a eternidade não existissem, qual seria o motivo para acordar amanhã? Apoie-se em sua família, trabalho, amigos e na realização de teus sonhos e você verá que baseou teu motivo para continuar vivendo em tudo o que é temporário, vulnerável e passível de mudança. Quem pode garantir que você terá amanhã tudo o que tem hoje, afinal?

Nós temos fé. Sim, temos. Ainda que sejamos falhos e inconstantes, temos fé. Ao sair de casa para os compromissos do nosso dia, temos fé que voltaremos. Ao nos despedir dos que amamos, temos fé que voltaremos a vê-los em algumas horas. Temos fé de que venceremos as dificuldades, as enfermidades e de que realizaremos sonhos. Somos movidos por nossas crenças mesmo quando elas são tão naturais que já quase não as percebemos!

E todos quantos creem na misericórdia e na salvação em Deus têm em comum essa fé:

- Crer que as lágrimas podem durar por uma noite [ou muitas], mas que a alegria vem ao amanhecer [ainda que não saibamos quando];

- Crer que os injustiçados verão um dia o sol da justiça brilhar e os necessitados têm no Criador o seu amparo;

- Crer que os enfermos podem até padecer nesse corpo material vulnerável, mas nenhuma enfermidade pode arrancar deles a sua fé numa vida eterna sem dor, nem pranto;

- Crer que ainda que o mundo inteiro esteja um caos, há paz em Deus e com Deus para contemplar o que ele concede de belo e bom para essa etapa da jornada;

- Crer que o mundo pós-moderno pode escarnecer da tua fé e fazê-lo errar muitas e muitas vezes, mas nada se compara ao aprendizado dessa caminhada na existência e então se aprende: é preciso levantar a cada queda e continuar caminhando para o centro da vontade de Deus.

- Crer que um dia, tudo isso passará e os que creram estarão para todo o sempre com ele e desfrutarão de um novo tempo quando absolutamente tudo estará restaurado.

Diante desse panorama, tenho convicção plena de algo: vale a pena crer e acordar todos os dias para receber Dele mesmo a renovação da minha fé em seu amor, graça e misericórdia.

Um abraço,

Andréa Cerqueira
Reações:

2 comentários:

  1. Pois é Deinha...O Nando Reis diz que "o mundo está ao contrário e ninguém está reparando"...nós bem que estamos, né mana?

    Super beijo!

    SVMAAM

    =)

    ResponderExcluir
  2. Looking through the telescope and pondering on the world, universe and God...interesting.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.