terça-feira, maio 24, 2011

Carta a uma amiga que casou - Parte II


Eu também passava por um deserto à época, questionava meu "chamado", havia pensado que iria aos confins da terra após minha formatura em teologia, tudo programado e combinado e eis que a Sua doce voz me chama a voltar para casa, retomar a faculdade deixada de lado. Hoje vejo a verdade das palavras Dele e compreendo que certamente os Seus planos e Seus caminhos são melhores. Se não tivesse voltado não estaria agora escrevendo esta carta. Se não tivesse voltado não teria vivido perto de meu pai em seus últimos anos de vida. Sábios e puros caminhos são os que emanam Dele.

O tempo passou.  Eu vivia um bom tempo de minha vida, mas não tinha notícias suas desde o nosso último abraço.

Um dia no MSN eis que você “ressuscita” e me dá “paz, do Senhor”. De imediato pensei: que debochada! Para mim sempre foi difícil acreditar que você se renderia à Ele, de toda a turma você parecia a “pior”, a “mais complicada’, a “mais enrolada”, a “mais mentirosa”. Mas Lembrei-me então do que diz 1 Co afirmando que Deus escolheu “as coisas loucas para confundir as sábias, as coisas vis, as desprezíveis e as que não são para confundir as que são”.

Até meus “sábios” achismos e pensamentos ficaram confundidos naquele momento. Seria mesmo verdade? E então você me relatou o que havia acontecido nos últimos tempos. Do rapaz que você conheceu na “zona”, parecia história da carochinha, de filme, mas o rapaz a conheceu, a tirou da “vida” e agora moravam juntos e você estava determinada em buscar andar nos caminhos de Deus.

É difícil não escrever algo que soe caricato, mas os fatos são os fatos e o tempo foi passando e de longe fui acompanhando: você recuperou a guarda do seu filho, você levou o moço para caminhar no mesmo caminho Daquele que é “O Caminho”.  Você trabalha como zeladora de um condomínio. Você vai em casas de recuperação e em igrejas e conta do que te aconteceu e você mostra a pequena bíblia que havia lhe entregue (com algumas folhas faltando, pois como você detalha, as folhas de bíblia eram ótimas para enrolar um "bom baseado”).

Tenho acompanhado sua jornada há mais de 02 anos, pensei que podia ser fogo de palha. Mas hoje já ouso crer que o fogo que te consome é aquele puro que vem do altar Dele e que remove impurezas e aquece a alma nos invernos congelantes dessa vida.

Ontem, no dia do seu casamento, chegou seu convite aqui em casa. Parece mentira, mas é verdade. Vejo então o quanto Ele é grande. Eu sei que você mencionou uma homenagem para mim em seu casamento e que eu era a responsável por tudo isso: não sou eu querida! É Ele, nosso amado Jesus, que é tudo em todos!

Ainda não nos vimos pessoalmente depois disso tudo, as nossas cidades são próximas, mas sempre há tantas coisas. Deus sabe o quanto eu gostaria de ter estado aí e te dar o abraço que você merece. Mas não consegui. Ainda não adquiri o poder de estar em dois lugares ao mesmo tempo e não soube priorizar o que talvez seria prioridade.

Mas enquanto pensava em seu casamento que já havia acontecido e que eu havia faltado, uma moça aflita me ligou, ela estava na rua trabalhando, viajando, um serviço totalmente diferente do seu, mas que estava requerendo sua alma, suas forças e nós conversamos e oramos, com ela ali na rua mesmo. E eu estava tão cansada, tão triste ontem, mas percebi mais uma vez que não tem a ver comigo, tem a ver com Ele. Somos o vaso de barro que carrega o inestimável tesouro.

Por isso não me homenageie e não fique triste pela minha ausência. Sempre estarás presente em meus pensamentos, sentimentos e orações.

Sou feliz porque tens uma família. Sou feliz porque tens um casamento. Eu ainda espero por essa hora em minha vida, mas sei que há tempo para todas as coisas e me alegro com a tua alegria, me alegro com a obra Dele em ti. Me alegro por mostrares a mim e ao mundo que é possível mudar e que se pudermos crer e confiar até a pior circunstância pode se alterar.

Te amo amiga. Sinta-se abraçada por minhas palavras. Que elas traduzam, ainda que minimamente, o carinho e o zelo que tenho por ti.

Espero te ver em breve. Algumas poeiras irão baixar. Coisas boas tem me acontecido, mas até para lidar com elas é preciso tempo e dedicação. Ando casada com o trabalho e com a vida acadêmica, mas vejo, mais do que nunca, o quanto Ele estava certo ao me pedir para voltar e continuar minha faculdade. Ele a tem usado. Ele usa cada centímetro do nosso ser e do nosso saber se assim O deixarmos fazer.

Despeço-me agora com o coração apertado, lágrimas nos olhos mas uma incrível sensação de que Ele, nosso Deus e Pai, é bom e fiel. Se parece clichê o que estou a dizer já não quero saber. Há certas coisas que precisam ser ditas, escritas e até mesmo publicadas e esse é apenas um dos meus presentes a você.

Esperando ver-te em breve,

Com amor

Roberta Lima

Reações:

3 comentários:

  1. Obrigada,valeu a pena esperar pelo final.Eu precisa ler tudo isso hoje,Deus tem caminhos que muitas vezes não entendemos ,mas Ele sabia que eu estava precisando ler isso:..."Me alegro por mostrares a mim e ao mundo que é possível mudar e que se pudermos crer e confiar até a pior circunstância pode se alterar."...
    Obrigada a vc que foi o canal e a Ele que me disse o que eu precisa ouvir através de vc,abraço!

    ResponderExcluir
  2. Que o bom Deus, continue a abençoa, e guarda tão fina amizade, que ela resista a tudo é a todos.

    ResponderExcluir
  3. Anália,

    Fico feliz que esta história tenha sido instrumento do Pai para falar ao teu coração...Deus te abençoe querida!

    Djavan,

    Amém e amém

    =)

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.