sexta-feira, maio 20, 2011

Hiiiiiiiiiiiiiii... A FLOR MURCHOU!



ALEGRA-TE JOVEM NA [FLOR DA] TUA JUVENTUDE (Eclesiastes 11.9a).


Um dia peguei-me imaginando a trajetória de vida de uma flor. Se bem que aqueles que foram mais atentos nas aulas de biologia (o que não é o meu caso) sabem perfeitamente descrever as minúcias do processo de reprodução desses seres tão belos, suas características e nomenclaturas. Certamente fariam uma mentalização bem mais rica que a minha.

O fato é que elas nos encantam e atraem com suas cores, beleza e perfume, independente de sermos doutores no assunto. Não é à toa que o bichinho do beija-flor enlouquece quando vê qualquer delas... Sem cerimônia, vai logo “beijando” mesmo!

Não sei se você já avaliou, mas SOMOS FLORES! Como assim?! Vou explicar. A Bíblia várias vezes compara a nossa vida com a flor. Eis um exemplo: “Quanto ao homem, os seus dias são como a relva; como a flor do campo, assim ele floresce; pois soprando nela o vento, desaparece; e não conhecerá, daí em diante, o seu lugar” (Salmos 103.15-16). 
Eis aí uma grande verdade: somos belos como a flor, mas igualmente passageiros como ela é. 

Entretanto, existem situações em que a flor “murcha” antes do tempo. Preocupações, medos, timidez, ansiedade, e uma série de outros sentimentos e atitudes, podem levar a “flor da juventude” que há em você secar rapidinho. Por isso, amado (a), não deixe que o maior apreciador de flores, o próprio Deus, olhe para a flor da sua vida e diga: “hiiiiiiiiii... a flor murchou!” Ele é o maior interessando em vê-lo (a) florescendo, e, somente Nele poderemos desabrochar eternamente. 
Então, regue a sua flor, cuide dela! Permita que o Sol da Justiça e a Água da Vida alimentem todos os dias o seu jardim.

Joicy Costa



Outras publicações de Joyce Costa você encontra em Mocidade Central


Meninas do Reino
Reações:

5 comentários:

  1. Eu não quero mais mentir
    Usar espinhos que só causam dor
    Eu não enxergo mais o inferno que me atraiu
    Dos cegos do castelo me despeço e vou
    A pé até encontrar
    Um caminho, o lugar
    Pro que eu sou
    Eu não quero mais dormir
    De olhos abertos me esquenta o sol
    Eu não espero que um revólver venha explodir
    Na minha testa se anunciou
    A pé a fé devagar
    Foge o destino do azar
    Que restou
    E se você puder me olhar
    E se você quiser me achar
    E se você trouxer o seu lar
    Eu vou cuidar, eu cuidarei dele
    Eu vou cuidar
    Do seu jardim
    Eu vou cuidar, eu cuidarei muito bem dele
    Eu vou cuidar
    Eu cuidarei do seu jantar
    Do céu e do mar, e de você e de mim

    Os Cegos Do Castelo
    Titãs

    ResponderExcluir
  2. Que beleza de texto! Assim deixa o namorado todo orgulhoso, pois Joicy Costa é a minha flor!!!

    Ela faz parte não apenas do mesmo Reino, mas da visão que acrescenta vida e amor no cotidiano sem sal da igreja contemporânea.

    Considerando que todos somos flores, cuidemos e amemo-nos uns aos outros, pois isso é a Lei de Cristo e nisto verão que somos seus discípulos. (virei ainda mais fã do blog!!! hehe)

    ResponderExcluir
  3. Vinicius como você acha que essa Menina do Reino achou a a menina do seu reino?! rsss parabéns querido sua menina é inspirada

    ResponderExcluir
  4. Muitíssimo obrigado Noh! Como tenho a convicção de que as pessoas se aproximam pela afinidade das idéias, mesmo com pouco tempo de interação, estou mais do que certo que fazemos parte do mesmo reino dentro do Reino!

    Muito do que há nos meus meninos (blogs) tem a inspiração dessa flor do meu reino! hehe

    Noh Oliveira...podemos ser poucos em número, mas Deus nos tem chamado para sermos convictos de consciência, e isso vejo que sobre nas meninas do Reino são! Abraço e felicidades!

    ResponderExcluir
  5. Eu fiquei feliz e surpresa com a divulgação de um dos meus textos neste blog que é tão acessado entre cristãos. Obrigada pelas menções honrosas, se bem que as do namorado já eram de se esperar! rs... Isto me alimenta a inspiração para escrever. Abraços e Deus vos abençoe.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.