terça-feira, junho 21, 2011

Pensamentos soltos – eu e meus botões...


Chuvas de verão, aquelas pancadas que duram apenas o tempo suficiente para te molhar, são terapêuticas. Ria com elas.

Todo mundo merece, pelo menos uma vez na vida, beijar alguém a quem se ama, debaixo de chuva.

As palavras, ainda que escritas, um dia perdem seu verdadeiro valor. Se o tempo passou e aquele amor não durou o quanto gostaria, faça um favor para você mesma, queime as cartas, os cartões e os bilhetes de amor. Carinhosamente, deixe ir o que já se foi.

Os amigos mudam. E você também muda. Ninguém pode ser culpado por isso, pois viver requer transformações o tempo todo. Apenas aceite e siga em frente com a alma cheia de gratidão pelo tempo de fraternidade que compartilharam enquanto juntos.

Algumas pessoas possuem olhos maus. Estão adoecidas e por assim estarem, só enxergam os defeitos nos outros. Todas possuímos virtudes e defeitos, mas compreenda que você não é definida por seus defeitos.

Cristãos, nem de perto, nem de longe, são pessoas perfeitas. Cristo não é para os que estão saudáveis, ele é para os doentes mesmo. Os imperfeitos, os egoístas, os viciados, os orgulhosos, os teimosos, os cansados, os sedentos, os famintos, os solitários e todos quantos sabem que não são bons o suficiente para viver sem Jesus em suas vidas.

Vingar-se de alguém que lhe fez algum mal pode ser uma boa saída para amenizar a sua dor, temporariamente. É aquela satisfação que vem e logo se vai. Perdoar é diferente, é um processo que começa numa decisão e não tem relação alguma com seus sentimentos. Você perdoa, mas ainda pode sentir raiva da pessoa. E então aprende que é preciso perdoar quantas vezes for necessário até que sinta compaixão pelo outro.

Certas feridas levam um bom tempo para cicatrizarem. Por isso, não podemos desistir ou perder a nossa fé em que, um dia, nenhuma delas irá doer mais e as cicatrizes que ficaram, são marcas de todas as lições que aprendemos.

É preciso caminhar, sempre. Em alguns momentos da vida, as circunstâncias nos deixarão cegas e as tempestades parecerão nunca mais acabar. Mas isto não é verdade. Dizem, não há mal que dure para sempre, nem bem que nunca se acaba. Confie e continue caminhando, mesmo que devagar. As circunstâncias mudam e o sol vem.


Apaixonar-se pode ser muito bom, porém, somos muito complicadas! Entendamos de uma vez por todas, homens e mulheres são diferentes entre si. O ponto de equilíbrio, ah, esse é Deus quem precisa revelar, ou todo relacionamento já corre grande risco de fracassar.

Ninguém ou coisa alguma a fará completamente feliz. Você só se sentirá completa, segura e amada, na medida em que desenvolver o seu relacionamento com Deus e permitir que ele transforme a sua vida. E, creia, todo o restante são dádivas dele.

O único caminho que leva-nos a Deus é Jesus Cristo. Porque ele é o Deus que veio ao nosso encontro. Ponto.

Caminhando,

Andréa Cerqueira
=]
Reações:

5 comentários:

  1. Ah! que meigo! Quero um pêérre assim! rs Mas tenho que concordar em número, gênero e grau! Escreve muito!

    ResponderExcluir
  2. Hey Marquito, meu amigo, pastor e mano de jornada (é nóis!) rs... OBRIGADA! Você tem me incentivado há tanto tempo que já me sinto em dívida! kkkkk

    Nô, pra variar, zuando o Marquito né?! kkkk mas obrigado mana, não só por curtir, me ajudar a publicar aqui (né pombinha?!), como pelo apoio e alegria de sempre!

    Pessoas queridas: a vida de vocês me abençoa, oras!

    =]

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  3. Lindo d +! Me senti muito feliz lendo esse post!

    ResponderExcluir
  4. Excelente post :)

    BeeijO*, Priscila.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.