quinta-feira, fevereiro 16, 2012

Dançando com a vida.




Quis fazer as pazes com a vida
olhei bem no fundo dos olhos dela , e fiz o convite
chamei a vida para dançar
ela sorriu de volta e veio ao meu encontro.

Só que eu como dançarina sou uma ótima cantora
me compliquei nos passos que ela começou a traçar
me embolei quase cai, no momento pensei : que conseguiria levar.
Mas quase desisti quando a música começou a mudar
cada hora ela pediu um ritmo, e o passo começou a apertar.
Mas ela como mestre na arte de ensinar
me deixou segui-la aos 'trancos e barrancos'
até que eu aprendesse a rebolar.

Eu me arriscava no forró 
mas quando vi já tinha dançado: lambada, salsa, tango, axé, samba...

No final das contas decidi não trapacear
disse que não sabia dançar 
Ela me olhou bem e sorriu. 
Aquele olhar me encheu o coração e então
 segurando firme na cintura da vida
dançando com a música que ela pedia, continuei.


Ela aceitou o convite, mesmo eu não sabendo dançar
mas não aceitaria a deselegância
de  largá-la sozinha no meio do salão.


Por fim eu aprendi que o ritmo pode mudar
os passos podem falhar mas, o mais
importante é dela, vida não largar.

@SiCae_



Reações:

2 comentários:

  1. Eu que não sei dançar, sorri. Leve e singelo, gerou vida em mim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sorri com seu comentário. Obrigada por dar a honra da sua visita.

      Excluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.