sexta-feira, fevereiro 17, 2012

Tenho fé de que o sol continua a brilhar



O fato essencial da existência é que esta confiança em Deus,
esta fé é o alicerce sólido que sustenta qualquer coisa que faça
a vida digna de ser vivida. É pela fé que lidamos com o que não podemos ver.

(Hebreus 11:1-2 – A Mensagem)

No início da minha caminhada de fé em Cristo eu estava encantada. Gostava muito de como os cristãos evangélicos celebravam os cultos, principalmente das músicas que eram tocadas nas reuniões. Embora não compreendesse uma porção de coisas, o ambiente para mim era incrível. Simplesmente amava as abordagens das passagens bíblicas, as ilustrações e como é que aquilo tudo poderia mudar a minha vida. Depois de um tempo, ao perceber que algumas pessoas não permaneciam firmes na fé, me enchia de uma tristeza e a pergunta era: Como podiam abandonar tudo?

Alguns anos depois comecei a perceber o quanto podemos nos desesperar ao longo de nossa jornada de fé. Porque caminhar com Cristo exige sim muita fé. A Bíblia deixa claro que tempos difíceis surgem na vida de todos nós, tenho comigo uma convicção que aprendemos muito mais durante as tempestades da vida do que nos tempos de tranquilidade, quando tudo está calmo e estamos apenas seguindo o rumo da correnteza. Mas às vezes, eu sei, as tempestades parecem durar mais do que poderemos suportar. É quando os que sofrem prolongadamente entregam os pontos, jogam a toalha e desistem, abandonando a esperança de que um dia o sol voltará a brilhar novamente.

Nem sempre é fácil confiar em Deus, afinal, lutamos sempre com o fato de que nós não estamos no controle, e como é difícil se submeter ao controle absoluto de Deus! Mas fé está intimamente relacionada justamente com confiança em Deus. A fé de que o Deus Todo-Poderoso está de fato no controle de tudo, ciente de todas as coisas e que uma vez que já fez tudo o que era necessário para nos reconciliar consigo não nos abandonará jamais!

Por vezes fui tentada a desistir. Em determinados momentos fui forçada pelas circunstâncias a diminuir meus passos. Em outras eu o fiz porque quis. Mas em todas as vezes fui alcançada novamente pela graça divina, impulsionada a perseverar até que as dificuldades fossem superadas e as soluções aparecessem e as respostas viessem (ou não). É como diz a Palavra: é pela fé que lidamos com o que não podemos ver, até mesmo quando nada parece fazer sentido, quando não compreendemos ou não conseguimos enxergar além das nuvens negras. É pela fé que continuamos, pois sabemos que além dessas nuvens, o sol continua a brilhar.

Só temos um dever inadiável: ir até o fim. (Ricardo Gondim)


#2 Andréa Cerqueira
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.