domingo, janeiro 27, 2013

Uma nota sobre: A Teologia da Prosperidade




Se tem algo que não gosto no meio cristão é dessa tal 'Teologia da Prosperidade'. São pessoas gananciosas sendo enganadas, são líderes religiosos mentindo e manipulando a fim de ganhar dinheiro.

Me perguntaram se, por eu não gostar dessa teologia, eu era contra a prosperidade e o bom andamento de uma profissão. Respondi sem pensar duas vezes: 'Claro que podemos desejar prosperidade!'

Nós a buscamos desenvolvendo um bom trabalho, sendo bons administradores, agindo com sabedoria e buscando conhecimento, e não indo a uma igreja.

Ir à igreja com o propósito de ganhar dinheiro é destratar o Sagrado, Deus e tudo o que a Bíblia nos ensina.

Em uma das pregações do pastor Neil Barreto ele expôs, com muita sabedoria, o seguinte ponto de observação sobre esse assunto.

 'Você não é abençoado se Deus te der dinheiro. Você só será um abençoado se abençoar pessoas com aquilo que Deus te deu. Você pode será um rico parasitário se não transformar o que tem em dádiva para outros.'

Concordo com ele!

Nos tornamos 'des-graçados' (sem a graça de Deus), quando deixamos tudo aquilo que recebemos de Deus parar em nós.

Nosso chamado primeiro é: abençoar, doar deliberadamente, ser luz, levar o Evangelho com tudo o que somos e com o que temos.

Que Deus nos ajude!


Bjs,
Lu (a Poulain)!

....

Imagem via Facebook
Reações:

4 comentários:

  1. Excelente post =]
    Sensacional... Isso mesmo teologia da prosperidade não é TEOLOGIA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada,Fabio!

      Graças a Deus pelos que não se venderam para a ganância, e que pregam Cristo sem adornos religiosos.

      Abraços!

      Excluir
  2. Um dos melhores (e mais simples) textos que nos mostram a invalidade dessa "teologia". Meus parabéns! Me edifico muito sempre que passo aqui! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Suellen!

      Não imagina o quanto é bom 'ouvir' isso.
      Deus te abençoe cada dia mais.

      Um abraço enorme pra você!
      =)

      Excluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.