quarta-feira, junho 02, 2010

RELIGIÃO DOS HOMENS X O REINO DE DEUS


 

Na concepção da maioria das pessoas RELIGIÃO e DEUS podem ser tratados como sinônimos.

Para muitos afirmar ser seguidor de uma determinada religião significa afirmar ser seguidor do próprio Deus.

Assim, pode até mesmo parecer um contra-senso colocar em lados opostos  Deus E religião.

Vamos então à origem da palavra religião, a mesma vem do latim “religare” e significa a tentativa do homem de se ligar a Deus.

O que vislumbramos nos evangelhos, entretanto, é o contrário, é Deus se ligando ao homem através da cruz de Jesus.

Jesus, em todo o tempo de sua peregrinação nesta terra fazia questão de proclamar que o Reino de Deus havia chegado, não fazia menção a uma nova religião, não um substitutivo ao judaísmo. ELE anunciava a chegada de um REINO.

Percebo o quão danoso pode ser para a maioria de nós confundir Deus com religião, nesta confusão podemos acabar diluindo a própria mensagem do evangelho.

A Bíblia relata Jesus pregando o evangelho do Reino:


“E percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas suas sinagogas e pregando o evangelho do Reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo.” Mt 4:23

Reino e não religião! Esta era a mensagem de Jesus.

Sabemos que o grupo que mais perseguiu e incomodou Jesus foi o dos religiosos: fariseus, saduceus, etc...

Hoje, a situação não se diferencia muito, não são poucas as vezes que me pego indagando sobre a seguinte questão: “Seria Jesus aceito em nossas igrejas? Será que sua mensagem acerca do Reino encontraria espaço em nossos púlpitos?”

Vejo que a proposta da Religião e do Reino são divergentes.

A religião preocupa-se com o exterior, com a justiça própria, com rituais, ela é controladora, hipócrita e muitas vezes tirana. Até pode fazer “a coisa certa” mas movida pela motivação errada – a glória dos homens.

O Reino é de Deus, é Daquele que é AMOR, que não vê como o homem vê, mas que sonda o interior, as intenções e motivações. No Reino não temos membros, temos cidadãos, co-participantes de um nova vida em CRISTO. Seres humanos que descansam na justiça divina, conscientes de que a sua justiça própria nada mais é do que trapo de imundícia.

O Reino é dos pecadores arrependidos, a Religião sacia o ego dos pecadores convencidos mas não convertidos à GRAÇA e PERDÃO do PAI.

Onde estou eu? Onde está você?

Religioso ou cidadão do Reino?

Ainda há tempo para escolher...

No Amor do Pai,

Roberta Lima.





Reações:

5 comentários:

  1. Olá Roberta!

    Parabéns pelo belíssimo trabalho aqui no blog. Já estou seguindo!

    Aproveito para lhe convidar para conhecer meu blog (caso ainda não o conheça...)e se desejar também segui-lo, será uma honra.

    Seus comentários também serão sempre bem-vindos.

    www.hermesfernandes.blogspot.com

    Te espero lá!

    ResponderExcluir
  2. Roberta querida!
    Subscrevo!
    Sempre é REINO e NUNCA foi Religião!

    O nosso PAI continue te iluminando e te levando a compreensões da vida segundo o Evangelho PURO e SANTO de Jesus, A PALAVRA.

    JESUS é a minha convicção, meu sentido de viver.


    Carla Accioly.

    Ps.: O maior PECADO [..contra mim mesma e contra meu semelhante!] que cometi em minha vida e o que trouxe as consequencias mais danosas pra o meu ser foi ter sido por 15 anos uma "evangélica"! Deus me SALVOU disso!

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Roberta, vejo que sua visão em relação ao que é Reino de Deus, está bem limpa, e correta, muito boa sua postagem, fico feliz, e espero poder conversarmos sobre o Reino de Deus.
    Paz do Senhor
    beijo

    Edvan A.

    ResponderExcluir
  4. Meu espírito fica jubiloso de esperança com tais declarações de AMOR À CRISTO.

    Agora vejo que cada vez mais o REINO DE DEUS vai tomando proporções maiores como a parabola da semente de MOSTARDA.

    Hà príncipio é a menor de todas, mas com o passar do tempo (já faz dois mil anos) está finalmente tomando o espaço do velho mundo do REINO dos Homens.

    Abraços abençoada

    ResponderExcluir
  5. Mt legal, menina!
    Apareça la no meu blog, a porta está aberta.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.