domingo, fevereiro 06, 2011

Um dia...



Um dia não sentirei tantas dores.
Um dia  não verterei tantas lágrimas.
Um dia  não terei lembranças tão amargas.

Um dia não estarei tão triste.
Um dia não terei tantos medos.
Um dia não terei tantas dúvidas.

Um dia mirarei algumas cicatrizes e sorrirei.
Um dia lembrarei do que foi ruim e ainda assim agradecerei.
Um dia já não serei tão estranha a mim mesma.

Um dia olharei para as pessoas com mais amor.
Um dia já não me chatearei tanto com a humanidade.
Um dia aprenderei como podemos ser simples e prudentes ao mesmo tempo.

Um dia serei mais tranquila e  serena.
Um dia entenderei como disse o poeta: que tudo vale a pena se a alma não é pequena.
Um dia aprenderei a viver todos os dias e não apenas existir.

Um dia  serei mãe.
Um dia, quando mãe, brincarei de fazer castelos na areia com meus filhos.
Um dia, quando mãe, vou querer sofrer a dor de meus filhos e emprestar meu coração para que eles sintam a dor que eu os julgarei incapazes de suportar.

Um dia amarei como ainda não amei e viverei um amor que ainda não vivencie. Não um qualquer amor, não um amor de ficção, quero um amor de verdade, e cuja realidade pareça fruto da minha louca imaginação. Um amor que me faça lembrar e esquecer. Que me faça rir e chorar. Que me abandone por um instante e depois corra para me abraçar. Que firme meus pés no chão e minha alma nas nuvens. Um amor que me queira quando doce, agridoce e até mesmo meio-amarga. Um amor só meu.


Um dia viajarei para bem longe, o mais longe que já sonhei, o mais longe que já desejei.
Um dia  verei povos diferentes, ouvirei sons que não entenderei, sentirei cheiros que nunca senti, provarei aquilo que nunca comi.

Um dia  sorrirei o sorriso que ainda não sorri.
Um dia darei  o colo, o abraço e o beijo que ainda não dei.
Um dia estarei próxima do próximo que ainda não me aproximei
Um dia viverei tudo aquilo que por enquanto apenas sonhei.

E, um dia, o mais especial dia de todos os dias, estarei nos braços Daquele que me criou para cada um desses dias que imaginei.

Uma menina do reino
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.