sexta-feira, março 29, 2013

Seis horas, uma sexta-feira...



“Deus tornou pecado por nós aquele que não tinha pecado,
para que nele nos tornássemos justiça de Deus”.

(2 Coríntios 5:21)

Seis horas, uma sexta-feira. Mundanas para o espectador casual. Um pastor com as suas ovelhas, uma dona de casa com os seus pensamentos, um médico com os seus pacientes. Mas para um punhado de testemunhas impressionadas, o mais enlouquecedor dos milagres está acontecendo.

Deus está em uma cruz. O criador do universo está sendo executado. Não são seis horas comuns. Não é uma sexta-feira comum. Muito pior do que a quebra do seu corpo é a aflição do seu coração. E agora o seu próprio pai está começando a virar as suas costas para ele, deixando-o sozinho.

O que você faz com esse dia da história? O que você faz com as suas reivindicações? Elas foram as horas mais críticas da história. Os pregos não prenderam Deus em uma cruz. O amor prendeu.

Aquele sem pecado assumiu o semblante de um pecador para que nós pecadores pudéssemos assumir o semblante de um santo!

Autor: Max Lucado
-----------
Notas:
Traduzido por Cynthia Rosa de Andrade Marques Almeida
Texto original extraído do site www.maxlucado.com

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.