quinta-feira, agosto 04, 2011

Como Nasceram as Estrelas


No inicio, quando nada pertencia aos homens, só à Natureza, a Lua e o Sol, conversando, escolheram uma casa para morar.
A Lua ficaria com a casa escura, para fazer contraste com sua cor e 'mil formas de ser'.

O Sol, por sua vez, gostava das cores e não se importava com os movimentos daquelas pessoas que, não se sabe bem o motivo, escolheram aquele horário para ‘viver’.

O Sol caminhava lento e forte embora, às vezes, se escondesse entre as nuvens.

Já a Lua, não.

A Lua era toda vaidade, queria ser apreciada e mudava de roupa sempre que sentia vontade:

Ora usava vestido, ora usava decote.

Vez e outra se fazia ‘Vírgula’ no céu escuro e, quando estava cansava, inchava se, ficando ‘cheia’ de toda aquela rotina.

Neste tempo, a noite era morada da Lua.

Só dela, e de mais ninguém.

A noite, os homens, eram conversas, consolos e fofocas com os olhos sempre fitos na Lua que, suspensa, caminhava devagarzinho pelo céu.

Um dia, a Lua ouviu, lá de cima, que era a mais querida, a mais bonita, aquela que inspirava poesia.

Começou, então, andar de cabeça erguida, como dona maior da sua casa, do grande Céu.

Esquecera que a ‘vaidade é a distração dos egos’ e que essa possui mil armadilhas.

Passaram mil Luas e mil Sóis até que, em um desses caminhos entre nuvens e vaidade, tropeçou e caiu.

Naquela noite desabou luz do céu.

Estava envergonhada e, desesperada, chorou.

Chorou estrelas, cometas e planetas distantes.
As Estrelas, espertas e pequenas, agarraram se ao céu; outras, inseguras, descolaram se, fazendo finos raios de luz.

Agora a Lua já não era luz inteira,
quebrou-se em mil estrelas, pequenas luzes que arrancariam, dos homens, pontos de exclamação.

Pobre lua, antes tão segura de sua beleza, teria agora que dividir o céu com milhares e milhares de outras pequenas luzes.

Era como se Deus tivesse derramado luz em ‘conta gotas’, no Céu.

Como se fosse remédio pingado.

Hoje a Lua não é mais tão vaidosa.

Fizera das estrelas, amigas.

Sim, ela continua inchando-se e vestindo-se de ‘Vírgula’.

Mas outra noite ela me confessou um segredo:
-Hoje, _disse ela; sou muito mais feliz...

Luciana Leitão


OBS.: Amados nossa querida mana Luciana Leitão está se recuperando, porém ainda precisa muito de nossas oraçães. Rogamos ao Pai que promova cura na vida de sua filhota.

ORANDO: Paizinho em Tua multiforme sabedoria criastes todas as coisas, as pessoas e os sentimentos que atrai os homens a Ti.  Os atraídos por Ti se atraem e se cuidam assim como estamos fazendo nesse momento - cuidando da Lú em oração. Sentimos falta de sua sensibilidade, de seu carinho e do cuidado que diariamente ela nos dispensa em versos, poesias e orações. Precisamos que a TUA Misericórdia a alcance, que SUA Graça a restaure e TEU amor seja sua mais constante companhia no quarto do hospital. Cuida PAIZINHO da nossa mana tão amada e nos permita que no menor espaço de tempo, possamos todos juntos, agradecer por nos ouvir a oração e por inclinares os ouvidos à súplica de seu humildes servos e filhos. Oramos juntos em Nome DAQUELE que levou sobre si todas as nossas enfermidades, DAQUELE que por suas pisaduras somos sarados. Oramos em NOME do TEU FILHO JESUS CRISTO. ASSIM SEJA     


Meninas do Reino
Reações:

3 comentários:

  1. Deus tem planos perfeitos. Luciana está sob os cuidados do Pai e Ele NÃO permitirá nenhum atalho no caminho. Conheci Lu através de vocês meninas e ao trocar tweets com ela pude receber seu carinho e atenção que pessoa incrível a poesia exala através de Lu quanta sensibilidade.
    Orando .......
    "O Senhor é aquele que nos sara"

    ResponderExcluir
  2. Recebí vocês meninas de presente do Pai, tenho aprendido nesses ultimos anos a desejar Dele mais para outros do quem para mim, e nesse processo coisas maravilhosas tem acontecido. Conhecer vocês, foi um dos melhores acontecimentos dos ultimos meses, estava meio quebrado quando isso aconteceu, havia dado de cara com o Evangelho na Vida, e aos poucos fui sendo acolhido e amado por vocês é assim que me sinto, a distância nunca foi e nunca, nunca será kkk, barreira para o carinho que sinto por vocês. A Lu foi mais um presente/gente que recebí entre muitos outros, sensível, simples, meiga, gente e com olhos mais impressionantes que já tinha visto, como já disse para ela supernaturalmente sobrenaturais de paz e amor. Meu mais profundo desejo é que em breve ela esteja conosco novamente nos encantando com seus contos e poesias, e com sua incomparável presença.

    * Lu esse espaço não é o mesmo sem você.
    Eu vejo você, nós vemos você.

    Amo todas vocês. Bjo
    =)

    ResponderExcluir
  3. Afffffff Lu do meu coração!!!!

    Mana, tudo que emana de você é sempre muito bom!
    Sejam teus pensamentos, contos, alegria, sorriso, gargalhada... tudo tem vida porque sei que vem daquele que é a própria VIDA!

    Nele, a quem temos amado com sinceridade e em quem depositamos todas as nossas esperanças, fé e orações para que você viva plenitude de vida novamente em todos os âmbitos possíveis e impossíveis (porque essa é uma especialidade DELE!): AMO VOCÊ MANA!!!!

    =]

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.