domingo, dezembro 18, 2011

Dia do Leitor #Alegria


Alegria


Nos primeiros trechos de Gênesis está escrito:

Em primeiro lugar, Deus criou o céu e a terra. (...) A terra era como uma massa sem forma, um vazio sem fim, uma escuridão quase palpável. (...)

Disse Deus: “luz”. E a luz apareceu.
(A Mensagem)

Fico imaginando o sorriso de DEUS quando a luz dissipou as trevas.

No decorrer dos meus dias atarefados, embaraçados, atrapalhados, nervosos, cheios de intolerâncias, não uma voz ou barulhinhos, mas A voz ecoa:

Em primeiro lugar, Eu criei você. Conheço tuas ansiedades e necessidades. A minha bondade e graça podem, se você permitir, mudar qualquer situação”.

Ele diz: “alegria”. E a alegria envolve por completo as circunstâncias.

E bem aqui, o sorriso de DEUS torna belo qualquer feiúra.

A alegria é um fruto do espírito. Umas das definições para a alegria no Aurélio é contentamento e com um pouco mais de busca, a palavra-chave SATISFAÇÃO.

Andamos insatisfeitos, programamos durante a semana inteira um lazer no feriado prolongado e o chefe marca uma reunião nos acréscimos do segundo tempo, convocando a metade do quadro de funcionários para fazer hora extra e adivinha quem está entre os privilegiados?

Economizamos durante um ano para comprarmos a TV dos sonhos e ela, a nuvem negra, paira sobre nossas cabeças, a porta do armário caiu, a pia do banheiro entupiu, a criança adoeceu, o computador pifou, etc. Não é fácil mesmo e se somente se sobrar um pouco de dinheiro, dê a nuvem, quem sabe ela não queira passear um pouco. Nos primeiros 60 segundos a vontade é de esmurrarmos a mesa, gritando para os quatros cantos daquela sala ou seja lá o que for um sonoro NÃO!

Mas as curvas são necessárias, com elas aprendemos sempre.

Alegria. Quem sentiria alegria com tantas mudanças assim? Como estar satisfeito?

Conhecermos a Jesus, caminharmos alegres, confiantes de que Ele está envolvido em nossas vidas, pois tem interesse em cada detalhe. Nada o distrai, nossos planos fora de jeito e pedidos que merecem um pouco mais de inteligência não lhe tiram o comando.

Li recentemente no livro “Quando Deus diz não” de Leith Anderson a frase: “O não de Deus pode ser a palavra mais gentil que podemos ouvir”.

Alguns pedidos são simples como lazer e aquisição de bens materiais, porém outros são desafiadores, são pedidos de cura, de emprego, alguém simplesmente dobra os joelhos e chora, mas nada acontece. Como estar satisfeito com o silêncio e o aparente descaso?

E sejamos sinceros, nos chateamos com o próprio Deus, aquele que abre mares e faz cair o alimento do céu, será que ele não pode com um simples “sim” alegrar meu coração?

Aprendamos que a alegria é provida por Deus e não pelas circunstâncias.
Aprendamos que seus planos são melhores. Nada de pitaco.
Aprendamos a sorrir na segunda com a mesma intensidade dos sábados e feriados.
Aprendamos que todas as nossas manhãs são dignas de um sorriso alegre e acrescentemos alegria àquela lista de coisas que ganhamos por não termos conseguido o que queríamos.

Não será fácil, mas logo, logo, a alegria passará de uma bela vizinha da direita para uma moradora permanente da casa.

Ísa Castro
Reações:

3 comentários:

  1. "E criou Deus os céus e a terra..." Alegremos, tudo é feitura de um Deus criativo!E nós, nós somos alvo desse Deus. Que traz a existência aquilo que não existe. Que troca as vestes de choro por vestes de alegria! E não obstante nos conforta, A MINHA ALEGRIA É A TUA FORÇA!

    ResponderExcluir
  2. Aprendamos que a alegria é provida por Deus e não pelas circunstâncias.
    Aprendamos que seus planos são melhores. Nada de pitaco.

    WOWWWWWWWWWW Isa, é bem issooooo!!!!!
    E quantas vezes precisamos nos lembrar disso, né?

    =]

    Que o Paizão te abençoe sempre querida!

    Um abraço e muita alegria!

    =]

    ResponderExcluir
  3. É bem isso mesmo Déia, e minha oração é pra que em meio as dificuldades, jamais me esqueça.
    Que possamos estar abertos para aprendermos sempre.
    Amo sua vida moça! muita alegria sempre e sempre.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.