domingo, abril 08, 2012

Entre mortes e ressurreições



Hoje é Páscoa, do hebraico, pessach, passagem. Aos judeus cabe recordar e comemorar a morte da escravidão e o início da vida de liberdade. Aos cristãos, cabe celebrar a ressurreição Daquele que morreu mas voltou a viver ao 3º dia.

Há um tempo já não consigo olhar as “datas especiais” com toda a sua “especialidade”. Não talvez por ter me tornado insensível, pelo contrário, suspeito que me tornei sensível demais.

Para mim Natal é todo dia. Todos os dias algo novo pode nascer, sempre existem “natais” antes, durante e depois do “Natal” e procuro viver atenta para tudo aquilo que  nasce. Busco celebrar a vida em suas mais variadas facetas. Enfim, tenho tantos quantos “Natais” me forem permitidos. Alguns tem presentes e mesa cheia de guloseimas. Outros tem lágrimas, ausências...não me importa a forma, já não faço dele liturgia, faço dele dia-a-dia.

Mas eis que hoje é Páscoa. Família reunida. Toneladas de chocolate pela casa. As crianças e seus ovos. Celebração da ressurreição....de um começo, ou seria, recomeço glorioso? Passagem de uma situação de luto para uma situação de festa. O pranto tomou o lugar do riso.

Novamente olho a data em minha agenda, interior e exterior, e já não a vejo com a mística de outrora. Para mim também é chegada sempre a Páscoa. Sempre haverão dias de morte, crucificação, mazelas, túmulos, choros, escuridão. Em contrapartida, sempre encontraremos, a ressurreição, o novo começo, o brilho, a cura, a alegria, a devoção.

O Cristo ressurreto ascendeu aos céus, cumpriu Sua promessa de deixar conosco Aquele que seria “O ConsolaDOR”, aquele que nos guiaria a toda a verdade, que nunca nos deixaria só. E Sua verdade e presença me dizem que sempre é Natal, sempre é Páscoa, sempre é dia de celebrar a vida, ainda que a mesma inclua o fim de alguns ciclos, de algumas etapas, da presença de algumas pessoas, de mudanças interiores que nos fazem reiventar a vida com novas cores e sabores.

Fins e começos. Começos e fins.
Ciclos da vida.
Assim me ensinam tais datas “especiais”, que especial mesmo é ter Cristo ao centro e que Nele, com Ele e por Ele podemos sempre começar ou RECOMEÇAR!

Entre mortes e ressurreições,
  
Roberta Lima
Reações:

Um comentário:

  1. Amu este blog!!! Identifico-me, me inspiro me emociono me divirto com os textos as frases as fotos.
    Que Deus as continue usando de forma especial e inspiradoras as outras pessoas sempre.
    Um abraço
    Nara kalyne de palmas-To

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.