segunda-feira, setembro 17, 2012

Sou?




Sou menina e também sou mulher. Inocente e igualmente culpada. Inquieta e tantas vezes complacente. Sou mistério revelado na face. Maltrapilha ainda que santa. Sou capaz de chorar com um vídeo institucional, mas de desaperceber o brilho nos olhos de uma criança. Sou luz e escuridão. Sou erros e acertos. Paz e guerra. Inverno e verão. Sou os livros que leio, as escolhas que faço, os tropeços que cometo. Sou a comida que como e a fé na qual creio. Sou inconstantemente perseverante. Contradição, orgulho e humildade. Sou rock and roll, soul e MPB. Sou branca miscigenada. Sou pró-ativa, mão na massa. Também sou preguiça e esterilidade. Sou filha, irmã, tia e amiga. Sou também ex-namorada e ex-amiga. Sou as pessoas que passaram por mim, os lugares que visitei, os filmes que vi. Sou o que Deus diz, ainda que muitas vezes acredite ser o que as pessoas dizem de mim. Sou emoção e algumas vezes razão. Sou falha, limitada. Alguém que crê ainda que às vezes lute para acreditar. Sou esperança após o dilaceramento. Nascer do dia e entardecer. Sonhadora com os pés no chão e a cabeça nas nuvens. Mulher de sorriso fácil e cara carrancuda. Sou palavras suaves e gargalhadas desajeitadas. Sou esporte e sou arte. Unhas feitas e joelhos ralados. Sou louca, sou sã. Poesia de rima pobre. Certezas e dúvidas. Sou silêncio, conversas infinitas e oração. Sou obra inacabada, ainda imperfeita e constantemente em construção.

----


"Sou igual a você diante de Deus; eu também fui feito de barro."
(Jó 33:6)
----

#2 Andréa Cerqueira
(@acspira)
Reações:

2 comentários:

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.