quarta-feira, dezembro 19, 2012

Gloria Perez, Salve Jorge e a Igreja


Admiro Gloria Perez como profissional e, mais ainda, por ter o cuidado de abordar temas relevantes que a sociedade faz questão de esquecer.

Não me lembro de ter ouvido um cristão falar sobre tráfico de pessoas com tanta profundidade e interesse como a autora tem feito na novela.

Nós, cristãos, que poderíamos ter unido forças para lutar contra o tráfico, contra a violência e trazer a tona um assunto que muitos fazem questão de desconhecer, fizemos campanha contra o nome da novela nas redes sociais e achamos o máximo diminuir a audiência de algo tão 'profano'.

Sábado saiu uma noticia onde ela, Gloria Perez, citou a morte da sua filha, Daniella Perez, que aconteceu em 1992. Não teve vergonha de mostrar a dor que sente. E a igreja, responsável por levar a cura, machucou mais ainda.

Sem mais,

Luciana Leitão

........................

Obs:
- Não faço apologia a Salve Jorge;
- Pessoas são mais importantes do que ideais religiosos;
- Não siga a multidão. Nem sempre ela sabe para onde está indo.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.