terça-feira, dezembro 18, 2012

Louco... Essa Noite...




Mostrando com orgulho e altivez a sua  BOA fazenda ao seu mais novo empregado, um matuto, que morava pelas bandas e vivia com um pedacinho de mato na boca, o altivo dono se exibia... 

- Ohhh quantas riquezas consegui! Disse o homem gabando-se! Consegui tudo que eu quis...

- Como o senhor conseguiu tanta riqueza? Ousou perguntar o mais jovem empregado da fazenda... já que ele não tinha medo de nada e de ninguém... 
- Foi o Senhor que me deu! 



- Senhor? o Deus dos deuses? lhe deu riquezas? Disse o matuto agora muito confuso... 
- Sim, quando eu queria alguma coisa ia ao templo e jogava aos seus pés grandes quantias de oferta! E Ele foi me dando cada vez mais. E me DEU tudo o que eu quis! 
- Mas isso não é querer comprar o favor de quem dá tudo de graça? 
- Ora, ele não dá riquezas a quem não em abundância suas ofertas, mas logo vê que você não conhece o meu deus. 
- Acho que não conheço mesmo. Quem é ele? a quem adorás? 
- Ora, Jesus, o Salvador? Disse o homem indignado... 
O jovem empregado arregalou seus olhos! tirando o chapéu e coçando a cabeça...
- Estranho, como pode um Deus Homem que viveu na terra da forma mais humilde do mundo, agora dê tantas riquezas aos seus seguidores, sendo que Ele mesmo não tinha onde recostar sua cabeça e nem mesmo uma casa!? Quando Esse mesmo Deus estava sendo tentado pelo diabo, foi seu adversário mostrando as riquezas do mundo que  lhe disse: - tudo isto te darei seprostradome adorares.

A conversa parou por ali... O matuto foi pra casa, entristecido por tudo que ouvira, coração doendo, lágrimas escorriam de seus olhos: O que fizeram do teu evangelho, Jesus? O Patrão foi pra casa, e no outro dia não se levantou para o trabalho e nem os outros dias que se seguiram, pois naquela noite, pediram sua alma... 





Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.