sexta-feira, dezembro 07, 2012

Vamos orar juntos?


Por Daniel Alves
Em certa ocasião Moisés e o povo de Israel estavam seguindo pela travessia do deserto em direção ao monte Sinai quando de repente amalequitas os atacaram. Aquele povo não tinha nenhuma arma ou grandes experiências com guerra. Moisés já de idade não tinha condições de Pelejar, mas enviou a Josué para batalhar e foi para o monte vizinho para orar a Deus para que ele interviesse na batalha e desse vitória ao povo de Israel.
Acontecia que quando Moisés estava no monte e permanecia de braços erguidos o exercito de Israel vencia, mas como ele era de idade muitas vezes abaixava suas mãos e ai seu exercito era derrotado. Arão e Hur que haviam acompanhado a Moisés naquele monte para orar a Deus. Quando perceberam a diferença que fazia a atitude de Moisés, chegaram-se  a ele e sustentaram ao alto seus braços para que pudesse seguir orando. (Êxodo 17:08-13)
Nessa passagem Bíblica podemos tirar várias lições, mas eu gostaria de mostrar a importância que tem como estamos juntos em oração. Certamente aqueles homens não ficaram ali somente sustentando os braços de Moisés, estavam orando junto.
Claro que não podemos desvalorizar a importância que se tem na intimidades que devemos ter com Deus. Jesus nos ensinou que quando fossemos orar, que não devíamos fazer como fazem os hipócritas, mas que entrássemos em nosso quarto e orássemos em silencio (Mateus 6:5). È claro que ele queria nos ensinar que não devíamos ficar orando para aparecer para os outros e sim para que tenhamos intimidade com Deus.
A palavra nos ensina também que quando oramos juntos resultados também aparecem. Naquela travessia do deserto Deus viu que o povo precisava congregar e prestar culto ao Senhor. Por isso ele mandou que o povo construísse o tabernáculo  O próprio Jesus disse em sua fala, que onde estiver duas ou mais pessoas reunidas ali ele estará (Mateus, 18:20)
E aconteceu que, quase oito dias depois destas palavras, tomou consigo a Pedro, a João e a Tiago, e subiu ao monte a orar. (Lucas 9:28).
Veja que na palavra não faltam exemplos onde a oração em companhia tem grande resultados. Isso quer dizer que quando você entra em oração com seu cônjuge, com seus filhos ou com qualquer outra pessoa o seu clamor é muito bem aceita nos céus e agrada a Deus de uma forma especial.
Congregar não é apenas ir à igreja, louvar juntos, dar glórias e aleluias com os irmão. Apesar de ser muito importante essa atitude do Cristão, não substitui uma oração que você faz em concordância com um amigo, ou ente querido em um momento especial.


Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu. Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus. (Mateus 18:18-19).
Na hora de dormir, na hora de agradecer pelo alimento, na hora de agradecer pela benção, e até mesmo nos momentos de confraternização entre amigos e familiares. É nesses momentos quando nos unimos em oração e buscamos em concordância e harmonia Deus entrega a vitória em suas mãos e as coisas acontecem.http://www.evangelizai.com.br/wp-content/uploads/2012/06/orando-juntos-150x150.jpg
Lido em: http://www.evangelizai.com.br/

Reações:

Um comentário:

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.