domingo, maio 12, 2013

A mulher que amo!


Eu estava lá no meu cantinho, toda aquecida, sendo alimentada, crescendo aos pouquinhos e pra mostrar que estava viva e feliz, sempre chutava! Quando o meu cantinho ficou apertado fui despejada e nem sabia ao certo o que me esperava. Então, abri o berreiro... Chorei e muito, mas não entendi porque eles riam...

Foi quando fui acalentada nos braços de uma mulher que beijava minha cabeça e derramava uma lágrima misturado com um sorriso.

Suas mãos me tocavam tão levemente que meu choro se foi e encontrei a paz e um aconchego que jamais senti.

Essa mulher é tudo pra mim!

Ela ficava me olhando e repetindo sempre as mesmas palavras: "Maaaaamãe" e eu balbuciava do meu jeito querendo imitá-la...

Saía tudo, menos essa palavra complicadinha...

Mas foi eu conseguir pronunciar "Mama" que tudo virou festa.

Festa essa que eu conheci quando meus dentinhos surgiram...

Eram dois de baixo e todos que me mostrava mamãe faziam graça pra me ver sorrir e os dois dentinhos aparecerem...

E quando ela me ensinou a andar...!?

Sentia tanto medo de cair...

Porém, suas mãos me cercavam e ao pressentir que um tombo me aguardava, ela me segurava fortemente.

Sabia que com ela ao meu lado não precisava temer nada...

E dei meu primeiro passinho...

Depois dei mais um, mais alguns e agora estou aqui...

Se passaram tantos anos, mas tudo é tão presente!

Sua pele não é mais aveludada como antes.

Suas mãos não são mais lisas como antes.

Seus cabelos estão curtos e escondem os brancos, diferentes dos longos cabelos negros que eu amava pentear...

Apesar do tempo passar ainda há uma coisa que perdura: MEU AMOR POR ELA!

Dizem que mãe é tudo igual.

Sinto muito, mas não concordo!

Minha mãe é diferente!

Ela é forte quando parece frágil e é tão frágil quando parece forte.

Me apoia em lutar pelos meus sonhos que eu nem mais acredito que possa realizar.

À noite, entra no meu quarto e me pergunta como anda meu coração...

Todas as manhãs a vejo com meu pai sentada na cozinha e orando pedindo à Deus por mim...

Ela é uma mulher virtuosa.

Mulher rara em nossos dias.

Ela é presente até mesmo quando está ausente.

Minha mãe é diferente porque pra mim ela é única.

Conheço muitas outras mães e não duvido do seu amor pelos filhos...

Mas a minha mãe é especial, diferente...

Nenhuma outra saberia me ouvir mesmo em meu silêncio ou num olhar...

Minha mãe é meu precioso tesouro, meu exemplo de vida, a mulher que gostaria de ser quando crescer...

Crescer só mais um pouquinho com essa criança que existe dentro de mim!

Te amo Dona Ilza.

Te Amo, minha mãe!

À todas as mulheres que geram filhos e filhas no ventre ou no coração: Feliz Dia das mães! Deus as abençoe, sempre!
Tininha
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.