terça-feira, agosto 20, 2013

Desnuda vergonha

Sempre tive dificuldades de dizer sobre as coisas que eu não sabia realizar, dos medos que sentia, das dúvidas que escondia...

 Não sou de falar.

 Sou reservada, tímida e observadora.

 Observo o que ignoram.

 Mas... Enfim.

Fiquei feliz em descobrir que não sou a única no mundo que não anda de bicicleta, que tem pavor do mar, não sobe em árvore, não pula janelas ou muros... Eu? E.T.? (rsrsrsrs)

Pode ser! Mas e daí?

Qual o problema em não fazer o que todo mundo faz?

Qual o problema em não agir como todo mundo age?

Qual o problema em ser o que ninguém é?

Tinha muita dificuldade em dizer porque sempre era julgada. Mas e daí que me julguem?

Nada disso muda quem sou?

Minha história quase ninguém conhece! E não tenho intenção de contar.

Tiro a roupa da minha vergonha e despido a minha alma.

Não por inteiro...

Há coisas que se devem guardar.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.